Home > Notícias

Eletronic Arts admite excessos no sistema de DRM do Spore

Limitação de três instalações para o game Spore foi considerada abusiva por muitos usuários, fazendo a EA rever seus planos.

Por GamePro/EUA

24/09/2008 às 17h42

Foto:

Frank Gibeau, presidente da EA Games, revelou que o sistema de proteção (DRM) do Spore será entendido para cinco cópias no lugar das três anunciadas inicialmente.

“Recebemos reclamações de inúmeros usuários que reconhecemos e respeitamos”, afirma Gibeau em uma declaração. “Como é fácil descontar o barulho dos que pretendem espalhar milhares de cópias pela internet, acreditamos na necessidade de adaptar nossa política para acomodar nossos consumidores legítimos”.

> Telas do Spore

Além de ampliar o número de instalações legítimas de três para cinco, a EA promete ser mais complacente em relação a ativações adicionais, também revela a implantação de um sistema de cancelamento de autorização, como o usado em BioShock para PC.

Apesar das medidas tomadas pela EA uma ação de classe foi aberta, segundo Corte Federal dos EUA, por “instalar sem aviso e não permitir a remoção, mesmo com a desinstalação do Spore” o programa SecuROM DRM.

Acidentalmente um moderador de um dos fóruns oficiais do Spore ameaçou cancelar contas de usuários insatisfeitos. “O SecuROM tem sido discutido e causa argumentos e ameaças. Se quiserem falar sobre DRM SecuROM por favor usem outro fórum”. E continua. “Não continuem a postar essas ameaças ou suas contas podem ficar em risco de serem banidas, o que em alguns casos resultará na aquisição de outra cópia para jogar Spore”.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail