Home > Notícias

Em 9 meses haverá 1 bilhão de smartphones Android no mundo, diz Eric Schmidt

"Nossa meta é chegar a todos", disse ele em conferência em Nova Iorque, onde também afastou a possibilidade de bloquear o Facebook Home

Chris Kanaracus/IDG News Service

16/04/2013 às 16h02

Foto:

O presidente do Conselho de Administração do Google, Eric Schmidt,
previu nesta terça-feira que haverá mais de um bilhão de smartphones em
uso baseados em seu sistema operacional Android dentro dos próximos
seis a nove meses, e quase 2 bilhões em um ou dois anos. Segundo o executivo, o Android é agora o maior sistema para
dispositivos móveis do mundo, com mais de 750 milhões de dispositivos
ativados em uso.

Schmidt afirmou também que o Google não tem intenção de bloquear o
acesso ao Facebook Home. Disse ter ficado
"incrivelmente feliz" com o software da empresa rival, que substitui a
tela principal de telefones com Android. "Remover o Facebook Home da loja de aplicativos do Google iria
contra os depoimentos públicos do Google, nossas políticas, nossa
religião", disse Schmidt em conferência organizada pelo blog de tecnologia AllThingsD, realizada nesta
terça-feira em em Nova York.

Além
disso, Schmidt derrubou rumores sobre rompimento das relações entre o Google e a
Samsung, que fabrica alguns dos dispositivos Android mais populares.
"Nós
investimos muito tempo na Samsung, e posso garantir que a
cobertura da imprensa sobre qualquer tipo de tensão não é correta", disse.

O executivo comentou ainda sobre um novo conjunto de produtos em desenvolvimento na Motorola Mobility, agora uma subsidiária da Google, que chamou de "fenomenais". E disse esperar smartphones mais baratos nos próximos meses.

Quanto às plataforma de desenvolvimento, embora
o compromisso do Google com o Android parece inabalável, o executivo exaltou as virtudes do HTML5 como uma plataforma para
desenvolvimento de aplicativos móveis.
O padrão é "totalmente funcional agora", disse ele. "Com o HTML5, parece-me que estamos chegando onde queríamos." No entanto, "Eu não acho que você deva prematuramente mesclar essas coisas", acrescentou.


grandes indústrias em torno do Android e iOS e "as pessoas vão
continuar a desenvolver em ambas as plataformas", disse Schmidt.
"A história é apps móveis [nativos] e aplicações web agora."

"A coisa principal que está acontecendo com os dispositivos móveis ... é que estamos capacitando os indivíduos", disse Schmidt. "Para a esmagadora maioria das pessoas no mundo é uma grande melhoria."

Schmidt
fez a aparição no evento o AllThingsD pouco antes do lançamento de seu
livro, "A Era Nova Digital: Reformando o futuro das pessoas, das Nações
Unidas e dos negócios", escrito em coautoria com outro executivo da Google,  Jared Cohen.

O
livro, que aborda temas como carros sem motoristas e reuniões
holográficas, "não é o roteiro futuro da Google", advertiu Schmidt.
"É uma especulação de como a tecnologia irá influenciar tarefas corriqueiras."

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail