Home > Notícias

Em teste, novo recurso do Google une busca com dados do GMail

Companhia está executando um "teste de campo" limitado de um recurso que inclui links para mensagens dos usuários do GMail em seus resultados de busca

Juan Carlos Perez, IDG News Service

08/08/2012 às 17h25

Foto:

O Google começou a testar um recurso de pesquisa que busca por e-mails relevantes em contas de usuários do GMail e exibe links - que levam às mensagens - dentro das páginas de resultados de busca. Para usar o recurso, os usuários precisam estar logados em suas contas Google e os resultados do GMail ficam visíveis somente para eles. Essa ferramenta é uma tentativa da gigante de tornar seus resultados de busca "verdadeiramente universais", porque as respostas para determinadas consultas podem estar em mensagens do GMail, disse a empresa.

"Se você estiver planejando uma viagem de bicicleta para Tahoe, nos Estados Unidos, você pode ver e-mails relevantes de amigos sobre as melhores trilhas, ou ótimos lugares para comer ao lado direito da página de resultados. Se for pertinente você pode expandir a caixa para ver os e-mails", escreveu Amit Singhal, vice-presidente sênior de pesquisa do Google, no post.

O Google já oferece a usuários a opção de combinar resultados pessoais com links para páginas públicas, uma iniciativa chamada de Search Plus Your World.

As pessoas que permitem ao Google personalizar seus resultados de pesquisa, por exemplo, podem visualizar postagens relevantes de autoria de seus contatos no Google+, fotos de seus álbuns do Picasa e links do Reader nos resultados. Se os usuários também permitirem acesso ao seu Histórico, esses dados também são utilizados para adequar os resultados da pesquisa.

Os resultados da busca que são personalizados desta forma possuem um ícone especial que os identifica como tal. Ninguém mais além do usuário pode vê-los.

Será interessante ver qual será a recepção desse recurso de pesquisa do GMail receberá quando e se for amplamente divulgado. Privacidade tem sido uma preocupação dentro e fora do GMail desde que ele foi lançado, em 2004. Na época, muitos criticaram a decisão do Google em executar anúncios em formato de texto dentro do serviço, com base no conteúdo das mensagens.

Anos mais tarde, o GMail era o centro de um dos piores fiascos da empresa, em se tratando de privacidade, quando a falecida rede social Buzz - por padrão e sem a permissão - gerou uma lista pública de contatos iniciais para usuários com base nos contatos do e-mail.

Por enquanto, o novo recurso de pesquisa está em testes e é limitado. Os interessados ​​podem se inscrever para participar da versão, acessando esta página: https://www.google.com/experimental/gmailfieldtrial.

No post de quarta-feira, Singhal disse também que, em breve, o Google planeja estender a sua característica de busca por voz - já disponível no Android - para iPhones e iPads que suportem iOS 4.2 ou superior.

Ele também anunciou que a empresa está ampliando seu banco de dados Knowledge Graph de mais de 500 milhões de pessoas do "mundo real", lugares e coisas para usuários de língua inglesa localizados fora dos Estados Unidos, onde foi lançado originalmente em maio.

"Então, a partir de hoje, você verá resultados do Knowledge Graph em cada país de língua inglesa no mundo Se você estiver na Austrália e buscar por "Chiefs", obterá informações sobre a equipe de rugby - seus jogadores, resultados e história", escreveu ele.

Utilizando o Knowledge Graph, a gigante também começou a criar listas de itens relacionados e exibi-las na parte superior da página de resultados de pesquisa, de acordo com Singhal.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail