Home > Notícias

EMC quer reduzir em até 45% preço de HDs externos da Iomega no Brasil

Para isso, prepara mudança no processo de distribuição que prevê até venda direta para grandes redes varejistas.

Nando Rodrigues, editor da PC WORLD

20/01/2009 às 16h27

Foto:

A EMC anunciou nesta terça-feira (20/01) que deverá mudar a maneira como os produtos Iomega serão distribuídos no Brasil e, com isso, espera reduzir entre 25% e 45% o preço do produto para o usuário final em até quatro meses.

“No Brasil, o preço do armazenamento é até quatro vezes maior do que nos Estados Unidos. Isso é resultado de uma estrutura ineficiente de distribuição”, afirma Joel Schwartz, vice-presidente mundial da EMC.

Questionado sobre a forma como a EMC vai conduzir esse processo, Schwartz afirmou que a empresa vai atuar em diversas frentes e está avaliando a possibilidade de rever o modelo de distribuição adotado no Brasil, hoje feito com exclusividade pela Controle Net. “Queremos estimular a competição, mas isso não quer dizer que vamos trocar de distribuidor ou ampliar o seu número”, afirma o executivo, ainda que de forma contraditória.

Schwartz acrescenta que a EMC deve adotar ainda o modelo de vendas direta para as grandes redes varejistas, para as quais também deverá oferecer suporte. Para isso, a empresa está buscando um profissional de canais para tocar esse processo. “Esperamos que a redução no preço se dê no prazo de 90 a 120 dias”.

Mercado aquecido
A EMC estima que do total de dados digitais existentes hoje no mundo, 75% são gerados por usuários finais e pequenas empresas, num ritmo que cresce a taxas de 60% ao ano.

Adquirida pela EMC em abril de 2008, a Iomega é hoje a terceira maior fabricante de dispositivos de armazenamento externo para usuário final e pequenas empresas, com um total de 4 milhões de unidades comercializadas no ano passado, segundo o executivo, ficando atrás apenas de Seagate e da Western Digital. “Esse volume corresponde a 20% do mercado total”, diz Schwartz, frisando que existe um espaço muito grande para crescer.

Para isso, a empresa deve trazer ao Brasil toda uma nova família de HDs externos de grande capacidade, facilidade de uso e segurança. Ainda sem preço definido para o mercado local, Schwartz cita, por exemplo, a linha eGo, que pode ser encontrada nos Estados Unidos por 150 dólares a unidade com 500 gigabytes de capacidade e que resiste a quedas superiores a 2 metros (7 pés). Para comparar, um drive Iomega da linha eGo de 120 GB, pode ser encontrado em lojas online por preços a partir de 550 reais, em média.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail