Home > Notícias

Empresa da China diz que registrou marca iPad e processa a Apple

Empresa taiwanesa alega que patenteou a marca entre 2000 e 2004; conflito é causado pela sigla de IP Application Development (IPAD).

Macworld / Reino Unido

29/10/2010 às 17h04

Foto:

 A Apple enfrenta uma nova disputa legal pelo nome do tablet da empresa. De acordo com o Financial Times, a companhia taiwanesa Proview ameaçou processar a Apple alegando violação de marca, alegando direito sobre o nome “I-Pad”, um dispositivo que a companhia tentou vender há 10 anos.  

“Vamos processá-los (por danos) na China e nos Estados Unidos”, disse Yang Rongshan, diretor da Proview ao jornal. A companhia, fabricante de monitores de tela plana e equipamentos de iluminação LED, diz ter registrado a marca na União Europeia, China, México, Coreia do Sul, Cingapura, Indonésia, Tailândia e Vietnã entre 2000 e 2004.  

 

ipad390x254.jpg

Empresa taiwanesa, que passa por dificuldade financeiras, disse que a Apple trata o caso com "arrogância"

 

Em 2006, a Proview concordou em vender a “marca global” para uma companhia americana chamada IP Application Development (IPAD) por 55 mil dólares e a Proview, à época, não tinha a menor ideia de qualquer ligação do nome com a Apple.  

A empresa agora alega que a marca para o mercado chinês não era parte do acordo em 2006. A Apple lançou o iPad naquele país em setembro desse ano, oferecendo o modelo com Wi-Fi. “É uma arrogância por parte da Apple simplesmente ignorar nossos direitos e continuar vendendo o iPad nesse mercado, e nós vamos nos opor a isso” disparou Rongshan. “Além disso, estamos com grandes problemas financeiros e a marca é uma posse valiosa que poderia nos ajudar a resolver parte do problema” (a unidade da empresa em Shenzhen recentemente tomou empréstimos de aproximadamente 400 milhões de dólares).

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail