Home > Notícias

Empresa de neurotecnologia de Elon Musk já faz testes com chips cerebrais

O empreendedor ainda disse que testes em macacos apresentaram resultados positivos

Da Redação

18/07/2019 às 11h30

Foto: Shutterstock

Após três anos desde sua criação, a Neuralink, empresa de neurotecnologia fundada por Elon Musk, foi apresentada oficialmente na última terça-feira (16). Durante o evento, que durou 90 minutos, Musk e outros funcionários falaram sobre as ambições do projeto.

Segundo os porta-vozes, o objetivo a curto prazo é tratar distúrbios cerebrais sérios usando a tecnologia, como Alzheimer e Parkinson. Por meio de um chip implantado atrás da orelha, conectado a fios incrivelmente finos – que medem um terço do diâmetro de um fio de cabelo humano –, células nervosas e neurônios poderão ser estimulados.

Contudo, Musk acredita que a ambição é alcançar a simbiose entre cérebro e inteligência artificial. E para suportar sua ideia, o fundador da empresa disse que, com o chip, “um macaco conseguiu controlar um computador com o seu cérebro”, mas não especificou como.

Ao tocar no sensível assunto de testes em animais, Musk explicou que, em conjunto com a Universidade da Califórnia, havia realizado testes em macacos e ratos e que “os resultados foram muito positivos”. Tanto Musk quanto Max Hodak, presidente da Neuralink, pareciam entender a delicadeza da questão. “Apenas desejamos que isso não seja um passo do processo, mas é”, lamentou Hodak. Em contrapartida, Musk informou que a empresa espera iniciar testes em humanos antes do fim do ano que vem.

Fonte: Business Insider

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail