Home > Notícias

Empresas investem em novos wearables para usar na cintura, pés e mãos

Tecnologias vestíveis tomam conta da CES 2015. Anel inteligente permite que usuário controle celular à distância.

IDG News Service / EUA

08/01/2015 às 10h18

ringces2015_520.jpg
Foto:

Wearables para o pulso estão por todos os lados na edição deste ano da feira internacional de tecnologia CES, em Las Vegas. No entanto, algumas empresas têm se destacado por apresentar tecnologias vestíveis para outras partes do seu corpo.

Entre os exemplos está o Belty, um cinto inteligente desenvolvido pela francesa Emiota. Quando você o veste, o acessório se ajusta automaticamente para ficar o mais confortável possível.

Da mesma forma que as pulseiras inteligentes, o cinto é uma maneira de monitorar a saúde de seu usuário e as informações coletadas pela tecnologia são reveladas em um aplicativo para celular. Segundo a empresa, o cinto é ainda um protótipo, mas a expectativa é de oferecê-lo ao mercado até o final do ano.

Outro wearable "não-convencional" apresentado durante a CES foi um sofisticado par de meias criado pela empresa americana Sensoria. Seu público inicialmente são atletas que querem melhorar a performance em corridas, mas nada impede que as meias sejam usadas por outros esportistas ou por você. Completam o acessório uma espécie de tornozeleira responsável por coletar os dados do usuário. O preço inicial do conjunto é de US$199.

Mas nem todos os wearables revelados durante a CES têm a saúde de seus usuários em mente. A japonesa Logbar desenvolveu um anel que pode ser usado para controlar o seu smartphone à distância. Chamado de Ring, o dispositivo deve ser usado no dedo indicador e pode controlar certas funções do telefone com alguns gestos. A conexão entre os dois aparelhos acontece via Bluetooth. Para se ter uma ideia da aplicação do Ring, o usuário poderá "desenhar" no ar um triângulo - ícone que representa "play" - para tocar suas músicas.

O gadget passou por campanha de financiamento coletivo no Kickstarter. Mais unidades estarão disponíveis a partir de março por US$269. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail