Home > Dicas

Encurte seus links e os compartilhe sem perder a autoria

VQV.me insere barra no topo da página para "assinar" endereços encurtados. Serviço permite acompanhar número de acessos e retuites

Cauê Fabiano para PC World Brasil

29/11/2010 às 18h22

Foto:

Em meio a tantas mídias sociais, aquelas URLs gigantes apontando para uma matéria
interessante ou um vídeo engraçado foram perdendo espaço na hora de
compartilhar informações – o caso do Twitter é o principal deles, já que cada mensagem
comporta somente 140 caracteres. Por isso, surgiram os encurtadores de URL, que
transformam os longos endereços em algo muito mais simples. 

Contudo, para onde vão esses
links encurtados depois que são jogados na rede? Ou quantas pessoas retuitaram
ou clicaram no endereço? Para resolver esse mistério, existe o VQV.me, serviço
brasileiro criado em outubro de 2009 por Eddie Silva e Kauê Santoja. 

O VQV (que significa Vamo Que
Vamo
) era, inicialmente, um videocast comandado por Eddie Silva que reunia e
divulgava os principais links da semana. Contudo, por causa da falta de tempo,
Silva procurava uma maneira de reunir esse material de uma maneira mais rápida,
e foi quando Kauê Santoja, na época espectador do programa, apareceu com o
projeto de um encurtador. “Ele já tinha um projeto na gaveta que era um
encurtador. Queríamos fazer algo para diferenciar, de forma de que a pessoa não
só encurte o link, mas também tenha uma divulgação’”, conta Eddie Silva, que
mora nos Estados Unidos. 

Quando outros usuários clicam no link encurtado, o serviço oferece informações como quantas vezes
aquele endereço foi retuitado (e por quem), quantos cliques obteve e quantos
votos foram computados. Essa informação é exibida também em uma barra que fica
na parte superior da página, e exibe o twitter da pessoa que originalmente
encurtou o URL, juntamente com essas informações.“A partir do momento em que um
link cai na rede, você acaba não sabendo quem é a fonte que encurtou o link”,
aponta Eddie. 

vqv02.jpg

Destaque para a barra colocada no topo da página: banner mostra quem encurtou o link, e quantos retuites e cliques ele obteve

Nessa mesma barra o
usuário pode inserir um banner para fazer a divulgação de um site, blog ou
mesmo publicidade – o VQV não intermedia nenhuma negociação - desde que o
conteúdo do banner não seja ilegal. “A ideia da barra foi até simples de
conceber em termos de programação, o complicado mesmo foi o colocar o banner sem
que algum código tente tirar isso” explica o desenvolvedor Kauê Santoja. Estas
estatísticas também estão presentes na página inicial do VQV, que mostra os
links encurtados recentemente, os mais acessados e os mais retuitados.

Qualquer pessoa pode encurtar um link, porém para conseguir a barra é necessário clicar num botão para fazer
login usando suas credenciais do Twitter. Atualmente há mais de 6 mil usuários cadastrados no serviço, que possui
outros recursos como estatísticas do Google Analytics, sorteio de reuite, um
painel que mostra todos os links encurtados do usuário, entre outros. Para
divulgar um blog, uma empresa ou mesmo para saber quem anda retuitando seus
links, o VQV oferece uma alternativa gratuita – e nacional – para esse tipo de
acompanhamento, com uma interface muito fácil de usar. 

vqv01.jpg

Página inicial do site também funciona como forma de divulgação dos usuários

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail