Entidades criam selo para validar operação de lojas virtuais

Ação faz parte do Movimento Internet Segura e começa a valer a partir de fevereiro de 2010; lojas virtuais serão auditadas.

https://pcworld.com.br/entidades-criam-selo-para-validar-operacao-de-lojas-virtuais/
Clique para copiar

Como parte do Movimento Internet Segura (MIS), a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e a camara-e.net anunciaram a criação de um selo voltado a validar a segurança dos sites de comércio online.

A iniciativa, batizada de Selo Internet Segura, passa a vigorar a partir de fevereiro de 2010. E o diretor-executivo da camara-e.net, Gerson Rolim, afirma que os 18 maiores varejistas online do Brasil já aderiram ao movimento, patrocinado pelo Google, Certisign, Verisign, Gemalto e Serasa.

Para obter o selo, as empresas interessadas vão preencher um formulário no site da ACSP e pagar uma mensalidade de 49,90 reais. Este valor será utilizado para o pagamento dos profissionais que realizarão as auditorias trimestrais nos sites.

Quanto aos itens analisados pelos auditores para conceder o Selo Internet Segura, Rolim explica que serão avaliados cinco critérios: logística, meio de pagamento, atendimento ao cliente, risco de fraude e certificado digital de servidor SSL ICP-Brasil.

Ainda de acordo com o superintendente da camara-e.net o selo permitirá que os usuários do site tenham acesso dinâmico à base do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito e Informações), da ACSP. O objetivo, segundo ele, é garantir a idoneidade do site.

De acordo com dados da ACSP, apenas na cidade de São Paulo existem cerca de 15 mil lojas virtuais e que são potenciais usuárias do novo selo.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site