Home > Notícias

Ericsson compra unidade de negócios sem fio da Nortel

Companhia canadense descarta RIM e Nokia Siemens e aceita oferta de US$ 1,13 bilhão da empresa sueca por unidades de CDMA e LTE.

IDG News Service/EUA

27/07/2009 às 8h44

Foto:

A fabricante de equipamentos de telecomunicações sueca Ericsson ganhou a disputa para adquirir a unidade de tecnologia sem fio (wireless) da concorrente canadense Nortel. O valor do negócio será 1,13 bilhão de dólares, o que inclui as áreas de tecnologia móvel Code Division Multiple Access (CDMA) e do padrão acesso de quarta geração Long Term Evolution (LTE).

O acordo, que será submetido à aprovação judicial nos Estados Unidos e no Canadá, vai expandir a penetração da Ericsson na América do Norte, bem como o relacionamento com clientes de grandes operadoras como Verizon e Sprint.

Desde janeiro, a Nortel opera sob proteção de falência e procura compradores para todas as suas unidades de negócios. Em junho, a companhia recebeu uma oferta de 650 milhões dólares da Nokia Siemens Networks pelas mesmas unidades - que, a princípio, foi aceita por meio de acordo.

A empresa MatlinPatterson, porém, fez oferta superior - de 725 milhões de dólares. A Research in Motion (RIM), fabricante do smartphone BlackBerry, também tentou entrar na disputa pela compra da unidade da Nortel.

A Ericsson confirmou seu interesse na aquisição apenas na última quinta-feira (23/7). Como parte do acordo, a  organização sueca vai oferecer no mínimo 2.500 empregos a funcionários da Nortel envolvidos nos negócios de CDMA e acesso LTE.

“A venda antecipada de nossos negócios em CDMA e LTE para a Ericsson por 1,13 bilhão de dólares representa uma oportunidade positiva para nossos consumidores, que poderão continuar seu relacionamento com um parceiro de longo prazo. Para os empregados também, pois terão novas oportunidades na Ericsson,  assim como para muitos de nossos acionistas”, disse o presidente da Nortel, Mike Zafirovski.

O executivo principal da Ericsson, Carl-Henric Svanberg, declarou que a “Ericsson se compromete suprir as necessidades de seus novos clientes CDMA e trazê-los para a nova geração do mundo da banda larga com o LTE”.

Por depender da aprovação judicial de ambos os países, o negócio deve ter encerrado próximo ao fim do ano.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail