Home > Notícias

Espanha prende 3 e desarticula rede com milhões de PCs zumbis

Botnet Mariposa é tida como uma das maiores já vistas, inclusive com máquinas de empresas que fazem parte do ranking Fortune 100.

IDG News Service

03/03/2010 às 7h50

Foto:

A polícia da Espanha prendeu três homens em uma operação que tirou do ar uma das maiores botnets  (rede de computadores utilizadas por criminosos) já vistas, formada por milhões de equipamentos infectados por pragas virtuais. Batizada como Mariposa, esta rede foi identificada em maio do ano passado e alvo de ações inicialmente no dia 23 de dezembro do ano passado.


Segundo o especialista em proteção de sistemas Pedro Bustamante, da Panda Security, a rede Mariposa tinha 13 milhões de endereços IP conectados. Ele afirma que é difícil dizer o número exato de computadores, mas tudo indica que ela é uma das maiores botnets já vistas. Para que o leitor tenha uma ideia, a rede formada pelo Conficker, que ganhou popularidade no ano passado, tinha apenas metade de endereços IP.

Com a investida da polícia, os servidores que controlam esta botnet não estão mais nas mãos dos criminosos, o que significa que os milhões de computadores controlados não serão utilizados para o envio de spam ou programas nocivos (pelo menos por este grupo de criminosos).De acordo com pesquisadores da área de segurança, metade das empresas que fazem parte do ranking Fortune 100, assim como centenas de agências governamentais, têm equipamentos que fazem parte dessa rede.

Os criminosos utilizavam a botnet para o roubo de informações bancárias e para os chamados ataques de DDoS (negação de serviço), ação que sobrecarrega sites. Porém, não disseminavam falsos antivírus (ato comum em botnets), o que permitiu deixar a rede “fora do radar” das autoridades por um bom tempo. Segundo Bustamante, ela era uma rede “muito discreta”. 

Um dos ataques de DDoS foi direcionado a computadores do departamento de defesa do Canadá, em Ottawa. Segundo os pesquisadores, os hackers também chegaram a enviar dados para servidores de companhias a uma taxa de 900 Mbits por segundo, no dia 25 de janeiro.

Com a ajuda de pesquisadores de segurança, a polícia da Espanha prendeu o primeiro controlado rda rede em janeiro, em Bilbao. Os outros dois foram detidos na semana passada. Os nomes dos acusados não foram divulgados. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail