Home > Notícias

Especial: como o Google Street View já registrou imagens pelo mundo

Neste especial, selecionamos alguns dos meios mais incomuns já usados para fazer imagens do Google Street View.

Techhive / EUA

22/10/2014 às 12h29

streeviewcamelo_520.jpg
Foto:

Você já pode ter visto câmeras do Google Street View colocadas em um carro passando pelo seu bairro. Mas e um barco de pesca?

A gigante de buscas recentemente completou um projeto fotográfico pela costa de Tohoku, uma região do Japão devastada pelo terremoto e tsunami de 2011. As câmeras do Street View foram colocadas em barcos de pesca locais em oito locais como parte do arquivamento digital da catástrofe feito pela empresa.

Desde o início do experimento no teto de uma picape SUV, há cerca de sete anos, as câmeras do Google já capturaram imagens do Street View em lugares cada vez mais incomuns.

Além de registrar estradas por toda a América do Norte, o Street View já fez imagens impressionantes no Grand Canyon, na base do monte Everest, nas Ilhas Galápagos, nas Pirâmides do Egito, e até por rios na Amazônia. 

Confira abaixo alguns dos meios mais inusitados usados pelo Google para registrar imagens com o seu serviço de mapeamento.

Barcos

A região de Tohoku, no Japão, não é o primeiro lugar em que o Google coletou imagens pela água. As câmeras do Street View já foram colocadas em botes explorando o parque nacional de Penang, na Malásia, no rio Amazonas, e em gôndolas e vaporettos pelos canais de Veneza. 

googlemaps02.jpg

Camelos

Há algumas semanas, em outubro de 2014, o Google mostrou imagens feitas a partir de um tipo de “camel cam” (algo como “câmera camelo”) – uma câmera Trekker colocada na parte de cima de um camelo nos Emirados Árabes. O animal andou por partes do deserto de Liwa, onde as dunas podem chegar a 40 metros de altura.

streeviewcamelo_520.jpg

Trenós de cachorros e motos de neve

O Street View já se aventurou em Iqaluit, na região do Ártico Canadense, onde as temperaturas podem chegar a até 45 graus Celsius negativos. Uma câmera foi colocada em um trenó de cachorro para circular pela região inóspita. Outro meio de transporte no Ártico, a moto de neve, foi usada para o Street View quando o Google escalou o resort de ski Whistler Blackcomb para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2010.

googlemaps04.png

Equipamento de mergulho

Em 2012, o Google fez uma parceria com uma empresa de seguros e uma organização sem fins lucrativos chamada Underwater Earth para lançar a Catlin Seaview Survey, dedicada a monitorar a perda dos corais, além de capturar os corais restantes em fotos de 360 graus. O equipamento já foi usado para capturar imagens das Ilhas Galápagos e da Grande Barreira de Coral, na Austrália.

googlemaps05.jpg

Triciclos e trens

O Trike do Google Street View, essencialmente um grande triciclo com uma câmera, já está por aí há cinco anos explorando monumentos como o Stonehenge, na Inglaterra. Mas um dos seus usos mais incomuns foi em um vagão na parte de cima de um trem em movimento nos Alpes Suíços.

googlemaps06.png

Mochilas

 

Usada pela primeira vez no Grand Canyon, o Trekker é uma versão vestível, em forma de mochila, de uma câmera do Street View. Ela leva os “olhos” do Google para locais inacessíveis para veículos ou até mesmo animais. O equipamento que roda Android pesa cerca de 19kg e consiste de 15 câmeras que tiram fotos a cada 2,5 segundos.

googlemaps07.jpg

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail