Home > Notícias

Este deve ser o último Natal dos CDs, prevê instituto de pesquisa

Para o Gartner, queda constante das vendes de CDs no varejo e modalidade de distribuição de música online podem 'matar' o CD.

Redação do IDG Now

22/12/2008 às 14h58

Foto:

Este é o último Natal para a venda de CDs, segundo o Gartner. A distribuição musical deve seguir para a internet, e a indústria deve abraçar oportunidades online para alcançar suas metas de receita, aponta a consultoria.

Em 2007, a participação de mídias físicas na venda de músicas ficou em 77% nos Estados Unidos, bem abaixo dos 91% registrados em 2005, e com tendência de cair mais rapidamente a partir de agora, ainda que o mercado norte-americano para músicas online (23%) seja maior, na média, do que no restante do mundo (15% do total).

A consultoria aponta que as lojas norte-americanas estão inclusive diminuindo o espaço cedido aos CDs - e já que em 2012 um total de 77% dos domicílios dos EUA terão banda larga, há um grande público aguardando estas medidas de distribuição alternativa à mídia física.

Dessa forma, seriam eliminados os custos com entrega e materiais, em um modelo ‘burn-on-demand’. Segundo o Gartner, contudo, isso não significa que os CDs desaparecerão totalmente - mas seriam usados mais como uma ferramenta promocional, por exemplo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail