Home > Notícias

Estrela anuncia game do Banco Imobiliário para iPhone

Aplicativo utiliza geolocalização para transformar a vida do usuário em um tabuleiro, e será gratuito para iPhone e Android

Ricardo Zeef Berezin, do IDG Now!

09/05/2012 às 17h55

Foto:

A um mês de completar 75 anos de vida, a Estrela anuncia a chegada de um de seus jogos mais célebres às plataformas móveis. O Banco Imobiliário já está disponível para download na App Store e, no Android, a expectativa é que ele seja liberado até julho.

Trata-se da primeira incursão da empresa em um mercado em expansão. Ela mesma diz que os games são a categoria mais popular nos smartphones, superando os aplicativos para clima e redes sociais. Os dados não desmentem: na App Store, em sua versão brasileira, dos dez programas mais comprados cinco são jogos; já na Play Market, a loja oficial da Google, esse número sobe para oito.

“Estamos unindo o produto mais popular do Brasil (no segmento) a uma tecnologia de ponta, a geolocalização”, diz Carlos Tilkiano, presidente da Estrela, durante o evento de lançamento, realizado no Museu de Arte Moderna de São Paulo. “É uma retribuição ao carinho que recebemos da sociedade nesses anos todos.”

A afirmação de que o Banco Imobiliário Geo serve como um presente é reforçada pela estratégia da companhia para popularizá-lo: o game será gratuito em ambas as plataformas, e o executivo não quis nem falar em arrecadação. Disse apenas que espera um milhão de downloads até o fim do ano – uma previsão otimista, porém possível – e que a empresa quer primeiro se consolidar no novo terreno para só depois vê-lo como uma forma de ganhar dinheiro.

É uma meia verdade, pois o projeto tem o Itaú como patrocinador – embora a fabricante prefira chamá-lo de "parceiro". A instituição será o banco oficial do jogo, e, na hora de o usuário pedir um empréstimo virtual ou adquirir um seguro para seu imóvel, sua marca estará lá estampada. Tilkiano, inclusive, não descarta acordos com outras empresas, “desde que elas não sejam concorrentes”.

A tática adotada pela Estrela para entrar nos smartphones é inteligente. Cobrar dos parceiros por uma publicidade aparentemente pouco intrusiva e, assim, garantir a gratuidade do jogo, servirá para multiplicar seu número de downloads - os usuários, afinal, poderão testá-lo sem nada a perder. No entanto, a cautela talvez seja exagerada. Pela força que o Banco Imobiliário possui, certamente os consumidores não se importariam em gastar poucos reais para baixá-lo e a fabricante ainda poderia manter sua outra fonte de arrecadação.

bancoimob02.jpg


Usuário só poderá comprar um imóvel se estiver nele

 

Quanto aos próximos lançamentos para smartphones, Tilkiano promete novidade para os próximos meses. Citou o Autorama, também bastante popular entre os brasileiros, e declarou que, à semelhança do Angry Birds, poderá incorporar novas temáticas ao Banco Imobiliário Geo para mantê-lo em alta. Ele poderá até aparecer em outros idiomas.

“Pensamos no mundo digital, não apenas no Brasil”, disse, lembrando que, em seus dez primeiro dias, a adaptação do Cara a Cara para Facebook registrou acessos de 52 países diferentes.

Como funciona
Sempre que estiver em um local – da padaria do bairro à Torre Eiffel de Paris – o usuário poderá fazer check-in ou comprá-lo. Se o estabelecimento tiver dono, uma proposta deverá ser enviada ao mesmo, que terá três dias para responder. Caso não reaja, perde o direito sobre o imóvel, que passará para as mãos do internauta que fez a oferta.

Quanto mais check-ins um lugar receber, mais ele se valorizará. Mesmo que o jogador não o tenha, é importante registrar a visita, pois assim tirará uma carta de sorte ou revés - forma mais rápida de ganhar dinheiro, ou de perdê-lo. Todas as interações, até as obrigatórias como o pagamento de impostos, merecem uma carta, o que deverá contribuir para tornar o game mais acirrado.

O Banco Imobiliário Geo utiliza a base da dados do Foursquare, o que garantirá muitas opções de compra logo em sua estreia. Não será necessário, porém, cadastrar-se no serviço para utilizar o game. Além do Itaú, a agência de publicidade DM9DDB também contribuiu para seu desenvolvimento.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail