Home > Notícias

Estudo mostra que 47% das empresas podem trocar de operadora móvel

Além do preço, empresas devem buscar melhor qualidade de serviços e cobertura na telefonia celular, segundo estudo do Yankee Group.

Por Daniela Moreira, repórter do IDG Now!

24/03/2008 às 11h58

Foto:

Praticamente metade das empresas ouvidas por um estudo do Yankee Group estariam dispostas a trocar de operadora móvel quando a portabilidade numérica começar a ser implantada, em agosto deste ano.

Segundo o analista sênior do Yankee Júlio Puschel, 47% das empresas migrariam para outra operadora celular, tendo como principal motivação o preço dos serviços.

Os clientes corporativos também valorizam, contudo, melhor qualidade de serviço e melhor cobertura, segundo a avaliação do Yankee. Em contrapartida, a mudança de provedor de telefonia fixa está fortemente associada a melhores tarifas, segundo Puschel.

De acordo com o levantamento, feito nos meses de setembro e outubro de 2007, 42% das empresas estariam dispostas a trocar de provedor de telefonia fixa.

Tanto na telefonia móvel quanto na fixa, os clientes mais propensos a trocar de provedor são aqueles com maiores taxas de consumo.

O analista destaca, contudo, que a tendência de migração deve desacelerar com o tempo, uma vez que as empresas percebam os custos da troca de provedor, que vão além da simples comparação de tarifas.

“Quanto mais amplo for o pacote de serviços contratado pela companhia, mais difícil será a migração”, avalia Puschel. “Utilizar um mesmo fornecedor facilita o gerenciamento e os descontos são maiores”, ele acrescenta.

Uma pesquisa realizada pelo Yankee no final de 2006 indicava que 46% dos usuários finais trocariam de operadora fixa e 48% mudariam de operadora móvel com a chegada da portabilidade.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail