Home > Notícias

Estudo: um terço dos funcionários roubaria dados das empresas

Segundo Infosecurity Europe, maioria dos funcionários tem esperança de ganhar dinheiro ao roubar informações dos empregadores.

Redação da PC Advisor / Reino Unido

24/04/2009 às 15h09

Foto:

Um terço dos empregados roubaria dados confidenciais da empresa que trabalham caso o preço pago pelas informações compensasse o roubo, revela um estudo feito pela Infosecurity Europe.

Entre os que responderam que roubariam informações, 63% disseram que só roubariam se as informações valessem pelo menos 1 milhão de libras (cerca de 3,2 milhões de reais, pelo câmbio do dia). Outros 10% disseram que fariam o “serviço” desde que suas hipotecas fossem pagas. Alguns, no entanto, disseram que roubariam os dados em troca de um almoço.

De todos os entrevistados, 68% disseram que roubar dados é fácil e 88% consideram que a informação a que têm acesso é valiosa.

“Criminosos usam a estratégia de procurar funcionários vulneráveis que podem ser tentados a trair seus empregadores. Por isso, as organizações devem garantir um bom treinamento a essas pessoas, para que elas protejam dados importantes, além de contar com tecnologia adequada e processos que ajudem as corporações a agir de acordo com a leis atuais”, disse Tamar Beck, diretor da Infosecurity Europe.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail