Home > Notícias

EUA devem investir em energia alternativa, diz CEO do Google

Eric Schmidt afirma que investimentos privados não foram suficientes e que é preciso aderir a banda larga e energias alternativas.

IDG News Service/EUA

19/11/2008 às 12h33

Foto:

O governo dos Estados Unidos precisa investir bilhões de dólares em esforços de energia alternativa, infra-estrutura de banda larga e pesquisas em um esforço para reconstruir a economia da nação, afirmou Eric Schmidt, CEO do Google na terça-feira (18/11).

"É tempo para o governo seguir um novo caminho para as questões de independência energética e adoção de banda larga, após os anos recentes mostrarem que a iniciativa privada não foi suficiente", completou o CEO, durante uma apresentação em Washington.

Os planos econômicos de assistência financeira agora começam a ser debatidos no congresso norte-americano e devem se focar em recompensar a inovação e colocar a população para criar infra-estrutura de banda larga e de energia, em vez de promover maus investimentos, disse Schmidt, que tem sido conselheiro econômico do presidente eleito Barack Obama.

“Para enfrentar nossos problemas econômicos e criar empregos, nós precisamos inovar”, afirmou Schmidt.

Schmidt censurou as políticas do governo dos Estados Unidos dos últimos oito anos, que na sua opinião, confiaram ao setor privado a correção de diversos problemas. Suas idéias, contudo, provavelmente irão enfrentar a oposição de legisladores envolvidos com os déficits federais. Em um ponto, Schmidt fala em investir 10 bilhões de dólares somente em incentivos fiscais para companhias de energia alternativa.

Mas os Estados Unidos estão enfrentando uma crise maior de energia, com a diminuição do suprimento de petróleo e o aquecimento global, que poderia causar problemas significativos “durante nosso tempo de vida”, afirmou o CEO do Google.

Schmidt falou sobre o planejamento do Google de desvincular os combustíveis fósseis dos Estados Unidos até 2030. Ele apelou ao governo norte-americano para vincular qualquer investimento financeiro na indústria automobilística para padrões econômicos de combustível, e para mais estados seguirem a liderança da Califórnia e criarem incentivos regulatórios para que as fornecedoras de eletricidade possam poupar energia.

Schmidt estabeleceu uma lista de pedidos para o próximo Congresso, com a reforma de patentes e normas para permitir que estudantes estrangeiros trabalhem nos Estados Unidos situadas no topo da lista.

As solicitações de Schmidt para permitir que mais trabalhadores venham aos Estados Unidos podem entrar em conflito com as idéias de Obama. O presidente eleito não parece entusiasmado em expandir os programas de imigração como o visto de trabalho H-1B.

Os Estados Unidos deveriam querer que os melhores e mais brilhantes profissionais permanecessem aqui, de acordo com Schmidt. Fazer os estudantes irem para suas casas depois dos estudos é “bizarro”, afirma Schmidt.

O CEO do Google também pediu ao governo para aderir aos vídeos, blogs e outras tecnologias da web. “O governo, de um modo geral, não tem abraçado as ferramentas que nós usamos todos os dias, afirmou. “Já está em tempo”.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail