Home > Notícias

Ex-presidente de entidade antipirataria é preso por vender CDS piratas

Polícia apreende 5 mil CDs piratas em lojas de empresário de Goiânia que presidiu entidade local de combate à pirataria.

Daniela Braun, editora-executiva do IDG Now!

17/02/2009 às 18h06

Foto:

A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (DECON) apreendeu, na tarde da última segunda-feira (16/02), mais de 5 mil CDs e DVDs piratas em três lojas de discos e DVDs em Goiânia (GO) e prendeu o proprietário Cargos Gomes, de 54 anos, que chegou a presidir a Associação Goiana de Combate a Pirataria de CDs e DVDs.

A apreensão resultou de uma denúncia feita na segunda-feira por uma cliente que havia comprado um CD do cantor Amado Batista, em uma das loja Som Livre, pertententes ao empresário, informou o delegado adjunto do Decon de Goiânia, Otacílio de Oliveira, ao IDG Now!.

"A cliente havia comprado o CD como original, em promoção por 15,90 reais e organizado uma festa para o cantor, que é seu amigo", conta Oliveira. "Quando foi pedir o autógrafo no CD, o artista afirmou que não autografaria um CD pirata."

De acordo com o delegado adjunto, Carlos Gomes, que é um dos empresários mais antigos do ramo de discos em Goiânia, foi enquadrado no artigo 184 do Código Penal, pelo crime de Violação de Direito Autoral.

O empresário está detido na 1ª Delegacia de Polícia da cidade. O crime é afiançável, mas a pena prevista é de dois a quatro anos de reclusão e multa.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail