Home > Dicas

Experimente o Windows 8 de graça e sem riscos usando o VirtualBox

Use uma máquina virtual para brincar com o novo sistema da Microsoft por até 90 dias, sem risco de prejudicar o sistema que já está em seu PC.

Alex Castle, PCWorld EUA

07/12/2012 às 16h42

Foto:

Fazer o upgrade de um sistema operacional pode ser algo amedrontador, com potencial para pertubar imensamente seu fluxo de trabalho diário. E considerando as mudanças dramáticas na interface do Windows 8, talvez você não queira investir no mais novo sistema operacional da Microsoft sem antes levá-lo para um “test drive”.

Felizmente, há uma forma fácil, segura e descomplicada de fazer isso. Usando um programa chamado VirtualBox e uma cópia de avaliação do Windows 8 Enterprise, você pode experimentar o novo sistema gratuitamente, e sem o risco de perturbar seu sistema operacional atual. 

Considerações importantes

Neste projeto você irá usar uma versão de avaliação do Windows 8 Enterprise, que pode ser baixada diretamente da Microsoft no site do MSDN Evaluation Center. Há algumas coisas que você deve saber sobre esta versão do sistema, a começar pelo tamanho do download: são 3.4 GB, e ele pode demorar um pouco.

A página identifica o sistema como “avaliação do Windows 8 para desenvolvedores”, mas qualquer um com uma conta na Microsoft (como uma conta no Messenger ou Hotmail) pode baixar o software e experimentá-lo. O link para o download está no rodapé da página. Basta escolher entre a versão de 32 ou 64 Bit do sistema (se não sabe a diferença, escolha a de 32-Bit), fazer o login e preencher um breve questionário. 

É claro que a Microsoft não dá o Windows de graça, e esta versão de avaliação tem algumas limitações importantes. A primeira é que o período de avaliação termina em 90 dias, e depois deste período o sistema irá desligar automaticamente o computador após 60 minutos de uso.

A segunda é que não dá pra fazer o upgrade da versão de avaliação do Windows 8 Enterprise para uma versão “completa” do Windows 8. Em vez disso você precisa desinstalar o sistema completamente e começar do zero com uma licença comercial. Ou seja, mantenha um backup de seus dados! Em resumo, você não deve usar a versão de avaliação do Windows 8 Enterprise como seu sistema operacional no dia-a-dia, e é por isso que recomendamos sua instalação em uma máquina virtual.

No lado positivo o Windows 8 Enterprise tem alguns recursos interessantes que não são encontrados nas versões para o consumidor, incluindo criptografia com BitLocker, suporte a virtualização com Hyper-V e o Windows To Go, que permite inicializar o sistema a partir de mídia removível, ou seja, “instalar” o Windows em um pendrive. Também há ferramentas para equipes de TI, como o BranchCache e suporte a AppLocker. Mas usuários do Windows 8 Enterprise não podem instalar o upgrade para o Windows Media Center.

Enquanto faz o download do arquivo ISO com o Windows 8, baixe também a versão mais recente da máquina virtual VirtualBox para Windows. Rode o instalador e aceite as opções padrão durante a instalação. Se você já tem o VirtualBox em sua máquina, pode verificar se é a versão mais recente clicando no menu Ajuda e em Verificar por atualizações. Isso é importante porque as versões mais antigas não tinham suporte ao Windows 8.

Criando a máquina virtual

O primeiro passo é criar uma nova máquina virtual (VM, do inglês “Virtual Machine), onde o Windows 8 será instalado. Abra o VirtualBox, clique no menu Máquina e selecione a opção Nova. Um assistente surge na tela para guiá-lo através de uma série de menus simples onde iremos definir o “hardware” da VM.

win8vm_novamaquina-360px.jpg
Uma cópia do VirtualBox pode abrigar quantas máquinas virtuais você quiser. Crie uma para o Windows 8.

O primeiro menu pede que você dê um nome para a VM e escolha o sistema operacional a ser instalado. O nome é só para identificação, e pode ser o que você quiser. Quanto ao sistema escolha Windows 8, 32 ou 64-Bit de acordo com a versão que você baixou. No passo seguinte é necessário especificar quanto de memória RAM deve ser alocada à máquina virtual. Para ter bom desempenho na versão de 64-Bit do Windows 8 a Microsoft recomenda ao menos 2 GB, mas nós recomendamos ao menos 4 GB se possível.

Tenha em mente que essa memória é “consumida” pelo VirtualBox enquanto ele está rodando, então tenha cuidado para não alocar toda a memória de seu PC para a máquina virtual e não deixar nada para o sistema operacional. O ideal é que você não reserve mais de 50% da memória instalada em seu PC para a VM. Se seu PC tem só 4 GB de RAM, por exemplo, talvez seja melhor usar a versão de 32 Bit do Windows 8, que pede no mínimo 1 GB de RAM.

Depois de alocar a RAM clique em Próximo e marque a opção Criar novo disco rígido na tela seguinte. Em tipo de arquivo, escolha VDI. Você também terá de decidir se irá alocar o espaço para o disco virtual dinamicamente ou todo de uma só vez. A segunda opção traz melhor desempenho, mas ocupa a quantidade alocada no HD real de seu PC de uma vez só. Recomendamos a alocação dinâmica.

win8vm_ram-360px.jpg
Não dê RAM demais para sua máquina virtual, ou o PC inteiro irá sofrer. Fique dentro da faixa verde.

Agora chegou a hora de decidir quanto espaço em disco será reservado para o sistema operacional e arquivos da VM. A Microsoft recomenda ao menos 20 GB, mas nós preferimos aceitar a sugestão do VirtualBox e alocar 25 GB, por segurança. Se você planeja experimentar muitos apps e programas, reserve ainda mais espaço se possível.

Outra forma de melhorar o desempenho da máquina virtual é alocar mais núcleos do processador para ela. Isso só pode ser feito se o processador de sua máquina tiver hardware para suporte a virtualização (consulte a ficha técnica no site do fabricante em caso de dúvidas). Se é o caso de seu PC, clique no botão Configurações e na categoria Sistema. Clique na aba Processador e arraste o controle para aumentar o número de núcleos disponíveis para o Windows 8. Assim como no caso da RAM, não aloque todos os núcleos para a máquina virtual, a não ser que você queira que seu sistema como um todo (incluindo a máquina virtual) se arraste como uma tartaruga.

Instalando o Windows 8

Seu “PC Virtual” está pronto. O próximo passo é colocar o “Disco de Instalação” no “Drive”. Ainda no Virtualbox clique no botão Configurações e no item Armazenamento. Clique no ícone de um CD que diz “Vazio”, logo abaixo do item Controladora IDE. Em frente ao item Drive de CD/DVD há um menu e um outro ícone de um CD. Clique nele e selecione a imagem ISO do disco de instalação do Windows que você baixou. Clique em OK e a configuração está completa.

Agora só falta “dar boot” na VM pela primeira vez. Selecione a máquina virtual recém-criada e clique no botão com a seta verde que diz Iniciar. Se você vir uma mensagem de erro, e tiver alocado núcleos do processador para sua VM, talvez tenha de habilitar o suporte a virtualização na BIOS de seu computador. Consulte o manual da máquina ou o site do fabricante para instruções, e tente novamente.

win8vm_install-360px.jpg
O processo de instalação do Windows 8 é o mesmo de um PC comum.

A instalação do Windows irá prosseguir como em um PC de verdade. Concorde com a licença de uso, escolha onde instalar o sistema e pela uma instalação “limpa” (Clean Install). O Windows irá desempacotar e instalar os arquivos necessários e depois disso irá reiniciar. Quando o sistema for carregado pela primeira vez você terá de completar uma breve configuração. Selecione um nome e esquema de cores para o computador, e digite as informações de sua conta na Microsoft (a mesma que você usou para baixar o sistema). Agora é só usar o Windows 8.

A versão de avaliação do Windows 8 tem os mesmos recursos da versão comercial, então você pode instalar programas e tudo o mais. Notamos que dentro da máquina virtual a loja de aplicativos (Loja Windows) frequentemente acusa um erro de “timeout” (esgotou-se o tempo limite para comunicação com o servidor), mas nesse caso basta clicar em Tentar novamente para prosseguir e baixar e instalar apps normalmente.

win8vm_rodando-360px.jpg
Windows 8 rodando. Sucesso!

Se você experimentar o Windows 8 e decidir que não gostou dele, note que o VirtualBox também pode rodar uma tonelada de outros sistemas operacionais, inclusive distribuições Linux, com exatamente o mesmo procedimento de configuração. O que muda é apenas a imagem ISO com o sistema.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail