Home > Notícias

Fabricação local: Microsoft quer multiplicar por 10 vendas de Gears of War

Empresa diz que até o final do ano irá produzir 300 mil games no Brasil, e o teto dos lançamentos será de 130 reais

Renato Rodrigues, do IDG Now!

19/09/2011 às 21h26

Foto:

A produção local de um dos mais aguardados games do ano, Gears of War 3, pode aumentar as vendas do título em até 10 vezes em relação à edição anterior. A estimativa é de Guilherme Camargo, gerente de marketing para Xbox 360 na Microsoft Brasil.

O jogo de tiro em 3ª pessoa, que chega ao Brasil nesta terça (20), é o primeiro a ser inteiramente nacionalizado pela Microsoft. Além de prensado no país (em mídia produzida localmente), Gears of War 3 traz manual e legendas em português.

Mas nada disso importaria não fosse a forte queda no preço. O game chega por 130 reais, bem abaixo dos 200 reais habituais dos lançamentos deste porte. "Com isso, o  consumidor já está pensando se compensa importar ou trazer dos EUA", acredita o executivo. Nos EUA, o game chega por 60 dólares (mais taxas municipais), ou 115 reais ao câmbio atual.

Segundo Camargo, a produção local não isenta um game de todos os impostos, mas alivia bastante a carga. "Temos custos novos, como trabalhistas, distribuição, varejo etc", enumera. De toda forma, o ganho de escala com o aumento das vendas é lucrativo para a Microsoft, diz o executivo.

A estratégia deu resultado. Em 20 dias de pré-venda, GoW3 vendeu o equivalente aos seis primeiros meses do antecessor, disse o gerente, sem revelar números, no entanto. Para incentivar a compra antecipada, a MS deu ainda um chaveiro e um código online (token) com conteúdo bônus para jogar com o personagem Commando Dom no modo multiplayer.

gearsofwar302.jpg
Gears of War 3: produção local

A MS irá produzir localmente todos os jogos da Microsoft Studios. Segundo Camargo, já no mês que vem as lojas irão receber títulos fabricados no país, o que deve significar uma nova rodada de queda de preços. "O teto será de 129 reais", disse. Até o final do ano, cerca de 300 mil títulos "Made in Brazil" chegarão ao varejo.

gamesshutter_625.jpg

A estrutura local também irá permitir que o Brasil participe de mais lançamentos mundiais. "Antes era uma operação de guerra para termos o game no mesmo dia dos EUA", conta Camargo.

Fabricação do XBox?
A Microsoft estima em 500 mil o total de consoles XBox 360 no país. Destes, apenas 10% foram comprados oficialmente – o resto chegou na bagagem dos viajantes ou veio do mercado cinza.

Camargo diz que a empresa não sabe quantos desses consoles foram desbloqueados para rodar jogos piratas – se sabe, não divulga. Ele revela que o Brasil é líder em contas na rede Live entre os países emergentes – bem na frente da Rússia, em segundo.

Com a fabricação dos games no Brasil e preços menores, a Microsoft espera estimular o mercado legal. "Um dos grande baratos do XBox é jogar online", argumenta. Em tese, a empresa é capaz de banir da Live qualquer console que tenha sido "desbloqueado" para rodar games pirateados.

Portanto, o próximo passo lógico é a fabricação do console no país, certo? "Quem sabe?", responde o executivo. Ao que tudo indica, vem novidade por aí.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail