Home > Notícias

Fabricantes de LCD na Ásia se desculpam por formação de cartel

Após terem sido multadas em 585 milhões de dólares, Sharp, LG e Chungwa Picture Tubes prometeram não repetir os mesmos erros.

IDG News Service/China

13/11/2008 às 11h37

Foto:

Após terem sido multadas em 585 milhões de dólares pelo Departamento de Justiça (DOJ) dos EUA, a Sharp, a LG e a Chungwa Picture Tubes tentam reconquistar a confiança do mercado e prometem não repetir erros.

As três grandes fabricantes de telas de cristal líquido (LCD) asiáticas admitiram ser culpadas de formar um cartel entre 2001 e 2006 para controlar os preços das telas de cristal líquido usadas em monitores, laptops, TVs e telefones celulares. Apple, Dell e Motorola estão entre as companhias que foram prejudicadas pelo cartel asiático.

A Sharp foi multada pelo DOJ em 120 milhões de dólares. Para compensar o prejuízo, o presidente, o Chief Executive Officer da empresa, junto com outros executivos, prometeram devolver parte dos seus salários à empresa.

A LG recebeu a maior multa, de 400 milhões de dólares, por que tem. A empresa veio a público dizer que "isso nunca mais vai se repetir". A multa será paga ao longo de cinco anos, para não ter um impacto muito pesado na contabilidade da empresa.

A Chunghwa Picture Tubes, por sua vez, disse que vai continuar trabalhando com o DOJ na investigação sobre formação de cartel. A empresa já reservou 65 milhões de dólares para pagar a multa, que não terá impacto no desempenho fiscal da companhia.

A multa não poderia vir em pior hora para as três empresas. Os preços das telas de cristal líquido estão em queda, por causa de uma desaceleração na demanda por produtos tecnológicos como notebooks, TVs de LCD e telefones celulares. Além do DOJ, as três empresas estão sendo investigadas por autoridades japonesas e pela Comissão Européia, o braço executivo da União Européia.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail