Home > Notícias

Facebook admite venda de dados de usuários

Investigação comprova que corretor pagou a desenvolvedores de aplicativos por informações

Redação IDGNow!

01/11/2010 às 10h05

Foto:

Em texto publicado no blog para Desenvolvedores, o Facebook admite que um corretor de dados tem pago a desenvolvedores de aplicativos para identificar informações de usuários da rede social.

A constatação é resultado de uma investigação feita pela equipe da rede social após denúncias de violação de privacidade feitas pelo jornal The Wall Street Journal em outubro. O mesmo texto informa também que uma suspensão de seis meses será aplicada a esses desenvolvedores que violaram as regras de conduta do Facebook. Mas não chegou a revelar quais são.

Alguns "apps", os pequenos programas que permitem aos usuários jogar games ou compartilhar informações com os outros no site de redes sociais, estavam enviando os números de identificação de usuários Facebook para outras empresas ou vendendo esses dados, violando as políticas de privacidade do Facebook. A identificação pode ser usado para procurar um nome de usuário e outras informações disponíveis na rede social e vinculá-lo à sua utilização do aplicativo. Essa informação pode ser utilizada por empresas que constroem perfis de usuários da Internet, acompanhando suas atividades online.

No texto publicado no blog, a equipe do Facebook afirma manter uma política de  "tolerância zero"  com os brokers (ou  corretores de dados), uma vez que eles "põem em risco o que os
usuários esperam do Facebook".  "Essa violação da
nossa política é algo que levamos a sério", diz a equipe do Facebook.

E para garantir a privacidade de seus usuários, anuncia outras providências com relação ao ocorrido, além do uso de criptografia nas UIDs. "Nossa
política sempre afirmou que os dados recebidos do Facebook, incluindo
UIDs, não podem ser compartilhados com os corretores de dados e as empresas de publicidade ou redes de
anúncios. Avançando, nossa política vai
afirmar que as UIDs não podem deixar a sua aplicação ou infra-estrutura
de código. Você pode utilizar os
serviços, tais como a Akamai, da Amazon Web Services, desde que esses serviços de identificação só usem as IDs no aplicativo específico que as utilizam".

A equipe da rede social lembra que também as
redes de anúncios que operam na Facebook Platform
já são obrigadas a assinar documento semelhante ao dos desenvolvedores de aplicativos com regas que regem o uso de dados. "Vamos
exigir que estas redes de anúncios excluam qualquer UID do
Facebook, independentemente de como foram obtidas, como condição
prévia para continuar a veicular anúncios no Facebook Platform", diz o texto publicado no blog.

 O Facebook não conseguiu identificar o broker que estava comprando as IDs de usuário.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail