Home > Notícias

Facebook e YouTube devem ser liberados no Paquistão

Após censura, o ministro do interior, Rehman Malik, disse que somente serão barrados no país os sites considerados ofensivos.

IDG News / Paquistão

26/05/2010 às 20h40

Foto:

O governo do Paquistão está considerando remover o banimento do YouTube e do Facebook, disse um ministro nesta quarta-feira (26/05).

Em um post em sua recém-aberta conta no Twitter, Rehman Malik, ministro do interior, disse que o gabinete paquistanês reuniu-se hoje e aceitou sua proposta de barrar somente as seções consideradas ofensivas nos dois sites.

Notícias da mídia local nesta quarta citaram membros do governo do país, inclusive Malik, dizendo que a proibição de acesso seria encerrada nos próximos dias, após o bloqueio do conteúdo "ofensivo".

O Facebook foi bloqueado no Paquistão na quarta passada pela Pakistan Telecommunication Authority (PTA), após decisão da Corte de Justiça em Lahore e do governo do país.

Houve protestos em várias cidades do país contra uma página do Facebook, chamada "Dia de Todo Mundo Desenhar Maomé" que convidada os internautas a desenhar charges do profeta. A religião islâmica considera isso extremamente ofensivo.

No dia seguinte, a PTA também ordenou o bloqueio do acesso ao YouTube por exibir conteúdo considerado "sacrilégio". Outros 450 links de web também tiveram o acesso impedido no país.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail