Facebook já tem quase 10 milhões de brasileiros cadastrados como doadores de sangue

A plataforma serve como um intermédio entre os usuários e os hemocentros

Foto: Shutterstock
https://pcworld.com.br/facebook-ja-tem-quase-10-milhoes-de-brasileiros-cadastrados-como-doadores-de-sangue/
Clique para copiar

Nesta segunda-feira (25), é comemorado o Dia Nacional do Doador de Sangue e, junto com a data, o Facebook celebra a importância de sua ferramenta que, desde 2018, tem incentivado doações de sangue.

No Brasil, o número de doadores cadastrados na rede social cresceu de 7 milhões, em julho deste ano, para 9,7 milhões, até novembro. Ao se cadastrar na ferramenta, o usuário recebe notificações caso um hemocentro próximo precisa de doações.

Por exemplo, o Hemorio, que é o hemocentro de referência para o estado do Rio de Janeiro, recebeu um aumento de 5% nas doações de 2018 quando passou a contar com a ferramenta do Facebook. Em 2019, o crescimento foi ainda maior: 10% mais doações, além da redução no tempo de resposta dos doadores.

“O maior desafio que o Hemorio enfrenta como um Hemocentro é o número insuficiente de doadores de sangue. Endereçar esse desafio exige esforços e dispêndios contínuos e elevados na área de captação para manter um estoque adequado de sangue. A colaboração entre Hemorio e Facebook nos possibilitou um acesso direto a doadores com uma utilização muito pequena de mão de obra”, contou Luiz Amorim, diretor-geral do Hemorio.

Segundo o Ministério da Saúde, 1,6% da população brasileira doa sangue com frequência. Felizmente, o índice está dentro do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que solicita que ao menos 1% da população contribua com os estoques de bancos de sangue. O problema é que a reserva varia de acordo com a época do ano, portanto, a intenção é manter os índices altos durante todo o tempo.

De acordo com Alfredo Mendrone Junior, diretor da Fundação Pró-Sangue de São Paulo, em feriados e na época de festas, os estoques tendem a ficar baixos, sendo necessárias campanhas para atrair doadores. Sendo assim, a ferramenta do Facebook é uma boa agente para facilitar a comunicação. “As pessoas já utilizavam a plataforma para combinar doações com amigos e familiares, ou compartilhavam informações sobre locais que precisavam de sangue. A ferramenta veio justamente para tornar mais fácil esse engajamento e conectar doadores com os bancos que mais precisam naquele momento”, explicou Renata Gimenez, gerente de Parcerias para Impacto Socialdo Facebook na América Latina.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site