Home > Notícias

Falha em bateria pode superaquecer iPod nano, diz Apple

Em resposta à investigação do governo japonês, fabricante admite que alguns iPod nano da primeira geração oferecem risco de incêndio.

Elizabeth Montalbano, IDG News Service

20/08/2008 às 8h02

Foto:

A Apple admitiu que alguns iPod nano de primeira geração podem superaquecer por causa de baterias com falhas, disse a companhia em um comunicado na terça (19). A informação veio em resposta aos relatos de que o Japão investiga incidentes ocorridos com iPod nano que podem aquecer o suficiente para chamuscar papel.

A fabricante disse que isso pode ocorrer em "casos muito raros" nos aparelhos da primeira geração do nano vendidos entre setembro de 2005 e dezembro de 2006 e, sim, eles podem superaquecer.

>>>Leia também:
Resolva mais problemas do iPhone 3G
iMac 10 anos: o computador que mudou o mundo
10 questões sobre o iPhone no Brasil
TubeTV faz downloads do YouTube

O problema, diz a fabricante, "causa falhas e deformação no iPod nano". A Apple informou ter recebido relatos de menos de 0,001% dos aparelhos funcionando desse modo, e rastreou a causa até um único fabricante de baterias, cujo nome não foi informado.

A Apple disse ainda que não tem relatos de danos causados pelo problema de superaquecimento, e não recebeu informações sobre incidentes similares com qualquer outro modelo de iPod nano.

Clientes que tiverem problemas com baterias superaquecidas ou se preocupam com a questão da bateria com falhas devem procurar a assistência técnica da Apple. Os iPod nano com baterias danificadas serão substituídos pela Apple.

O comunicado da Apple veio em resposta aos relatos de que o ministério da economia, comércio e indústria do Japão está investigando dois relatos em Tóquio relacionados ao superaquecimento do iPod nano, chegando a queimar papel e tecido ao seu redor. Em março, o ministério japonês relatou um incidente similar, quando o iPod nano teria soltado faíscas.

O iPod nano foi lançado originalmente em 7 de setembro de 2005, e a segunda geração do produto saiu um ano depois.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail