Home > Notícias

Falta de componentes paralisa parte da produção da Nokia em Manaus

Fabricação foi interrompida por algumas horas na tarde desta terça-feira, mas está normalizada.

Fabiana Monte, do COMPUTERWORLD

28/01/2009 às 10h03

Foto:

ATUALIZADA ÀS 11:44

A fabricante de celulares Nokia paralisou, por algumas horas da tarde desta terça-feira (26/01), partes da produção em sua fábrica de Manaus por falta de componentes, devido à exigência de licença prévia para importação de produtos, estabelecida por tempo indeterminado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) nesta segunda-feira (26/01).

A planta da Nokia na Zona Franca de Manaus produz 12 modelos de celulares e exporta 20% de sua produção. Em 2008, a fábrica recebeu investimentos de 25,2 milhões de reais. A empresa não divulgou quais linhas estão paradas ou o percentual da produção que foi paralisado.

Nesta terça-feira (27/01), a Abinee fez críticas à exigência e pediu a revogação da medida, que atinge 17 setores que representam 60% das importações. Entre eles, os de plástico, cobre, alumínio, ferro, trigo, autopeças, automóveis, material eletroeletrônico e material de transporte em geral.

Procurado por COMPUTERWORLD, o MDIC informou que não comenta as críticas feitas pela Abinee. A assessoria de imprensa do ministério afirmou que a exigência de licença prévia para importação não atinge componentes eletrônicos para a fabricação de celulares e que a produção na fábrica da Nokia estaria normalizada.

A assessoria de imprensa da fabricante confirmou que na tarde desta terça-feira a entrada de componentes importados no País começou a ser liberada e a produção foi reestabelecida.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail