Home > Notícias

Ferramenta facilita conversão de apps de iPhone para celulares com chip Intel

Com o software, ainda sem data de lançamento, a fabricante de processadores espera aumentar participação no mercado de tablets e smartphones

Macworld / Reino Unido

06/10/2010 às 11h38

Foto:

A Intel prepara uma ferramenta que tornará mais fácil para os desenvolvedores portarem aplicativos de iPhone para smartphones, tablets e outros aparelhos baseados em chips da empresa, disse ontem, 5/10, um executivo da companhia.

A maioria dos smartphones e tablets atuais roda em processadores baseados em Arm, por isso os desenvolvedores tendem a escrever aplicativos móveis primeiro para essa arquitetura. Ao tornar mais fácil esse processo de criar versões desses apps para processadores próprios, a Intel espera criar mais programas – e dessa maneira, mais demanda – para aparelhos baseados em seus chips.

A ferramenta identifica quais as mudanças precisam ser feitas em um aplicativo para iPhone, facilitando o processo de conversão do software para rodar em um hardware baseado em chips da Intel, explicou ontem, em uma entrevista, o vice-presidente de software e serviços da empresa, Doug Fisher.

No futuro, essa ferramenta pode fornecer uma maneira simples de se portar aplicativos para o Meego, um sistema operacional móvel baseado em Linux, desenvolvido pela Intel e pela Nokia e lançado no início deste ano.

A ferramenta deve ajudar a aumentar o número de aplicativos disponíveis na loja de softwares da Intel, a AppUp Center. Atualmente a loja hospeda apps de netbook, mas é esperado que ofereça programas para outros aparelhos móveis no futuro. No entanto, a Apple possui uma boa vantagem nessa área. A sua App Store possui cerca de 250 mil aplicativos para o sistema iOS no momento.

“Nós teremos (aplicativos) na AppUp, depois no Meego e eu imagino que no Windows”, disse Fisher. “O processo é basicamente pegar os apps existentes, encontrar aqueles mais relevantes para os usuários, e garantir que eles sejam portados.”

A Intel não anunciou uma data de lançamento para a ferramenta.

“Fazer com que as pessoas fiquem interessadas em desenvolver para as plataformas da Intel é algo absolutamente crucial para nós”, disse. A Intel tenta alcançar isso por meio de ferramentas e competições de desenvolvimentos e tornando mais fácil para os desenvolvedores ganhar dinheiro com seus aplicativos, diz Fisher.

A Intel e a Nokia apresentaram o sistema Meego em fevereiro deste ano. Além de telefones e tablets, ele também é direcionado a outros aparelhos, como set-top boxes e sistemas de entretenimento para automóveis.

No final deste mês as companhias lançarão a versão 1.1 do sistema operacional, que incluirá melhores habilidades de toque e de telefonia. O OS estará presente em netbooks, tablets e automóveis até o final deste ano.

“No primeiro semestre do próximo ano veremos aparelhos móveis com Meego”, disse Fisher. A Intel também disponibilizará o Meego para aparelhos que usam processadores Arm.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail