Home > Notícias

Fim do XP faz MS enfrentar nova investigação antitruste em Taiwan

Comissão de comércio de Taiwan anuncia nova investigação para descobrir se fim das vendas do Windows XP fere leis antitruste da ilha.

IDG News Service/Taipé

18/08/2008 às 8h56

Foto:

A Comissão de Comércio Justo de Taiwan iniciou uma investigação sobre um suposto monopólio da Microsoft no mercado de software da ilha e se a companhia abusa da sua posição, afirmou um executivo nesta segunda-feira (18/08).

A investigação governamental também investigará reclamações sobre a Microsoft limitar as escolhas de consumo ao restringir a integração do Windows XP em novos PCs ou se a política de preços da companhia pode ser considerada justa para consumidores da ilha.

Caso o trabalho da maior fabricante de software tenha quebrado as leis antitruste de Taiwan, a Microsoft poderá tomar uma multa de até 797 milhões de dólares assim como ser forçada a mudar algumas das suas práticas corporativas.

"Nós ajudaremos completamente o processo e garantiremos todas as informações necessárias", afirmou Matt Pilla, diretor de relações públicas da Microsoft na Ásia.

A investigação em Taiwan foi lançada em parte por pedidos da Fundação de Consumo de Taiwan.

O grupo no mês passado pediu que a Microsoft continuasse a vender o Windows XP como opção para novos PCs, afirmando que o fim das vendas violaria as leis antitruste da ilha. A fundação alega que a companhia está usando sua posição de mercado para forçar usuários a mudar para o Windows Vista.

A fundação conduziu uma pesquisa na ilha que apontou que 67% dos consumidores se opõem à decisão da Microsoft de parar de vender o XP no final de junho.

A principal reclamação é contra a falta de escolha quando consumidores compram novos computadores. Cerca de 56% dos consumidores ouvidos que compraram um PC recentemente foram forçados a comprar o Vista, acusa o grupo.

A fundação afirmou que a Microsoft controla 98% do mercado de sistemas operacionais de Taiwan, com 75% dos respondentes usando o Windows XP nos seus PCs e 23% usando o Vista.

A Comissão taiwanesa é, pelo menos, a terceira investigação do tipo contra a Microsoft em anos recentes.

Em 2004, a comissão trabalhou junto à Microsoft para resolver disputas acerca do Windows Media Player após uma decisão da União Européia apontar a companhia como culpada por desrespeitar a competição no mercado. Um ano antes, a Europa chegou a acordo com a Microsoft pela integração do pacote Office ao sistema operacional.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail