Flickr volta atrás e agora só irá excluir fotos em 12 de março

Imagens seriam deletadas em 5 de fevereiro, mas a rede social decidiu dar mais tempo aos usuários. Contas gratuitas não poderão ter mais que mil itens

Foto: Shutterstock
https://pcworld.com.br/flickr-volta-atras-e-agora-so-ira-excluir-fotos-em-12-de-marco/
Clique para copiar

No início da semana, o Flickr havia anunciado que, a partir da última terça-feira (5), começaria a excluir fotos mais antigas de usuários com mais de 1.000 itens em planos gratuitos. Agora, a rede social resolveu ampliar o prazo em quase um mês para colocar as novas políticas em ação – e, por consequência, dar mais tempo para aqueles que precisam salvar os conteúdos.

A nova data para que as novas regras entrem em vigor será no dia 12 de março. De acordo com a plataforma, a mudança se deu porque, aparentemente, muita gente se esqueceu de fazer o backup de fotografias. “Com base no feedback dos nossos membros e por complicações durante o download de fotos no dia 5, estendemos nosso prazo de exclusão para até 12 de março de 2019”, disse em comunicado.

Em 2018, o Flickr foi adquirido pela companhia de armazenamento de fotos SmugMug, que aplicou dois planos distintos ao serviço de imagens. O modelo gratuito permanece, mas só permite que até mil itens sejam salvos em uma conta única. Quem quiser ter upload ilimitado terá de adquirir um plano de US$ 50 por ano.

Com o planejamento sendo jogado para 12 de março, todas as contas gratuitas com mais de mil itens terão parte desse conteúdo “elegível para exclusão”. Inicialmente, serão apagadas as fotos privadas de contas abandonadas, para só então chegar aos usuários ativos. Em todo o caso, se você ainda faz uso do Flickr na versão gratuita e possui milhares de imagens armazenadas, agora é sua última chance de fazer o download e salvá-las definitivamente.

Com informações: TechCrunch

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site