Home > Notícias

Foco da CeBIT 2008 está direcionado à mobilidade e à TI verde

Maior feira de TI da Europa começa nesta terça-feira (04/03); guerra da alta definição é trocada pela aposta nos portátéis.

Por Redação do IDG Now!

03/03/2008 às 14h46

Foto:

Cebit08_selo_entradaNo primeiro grande evento do mercado de tecnologia após o fim da batalha por conteúdo de alta definição, quem deverá roubar a cena são os equipamentos portáteis. O palco é a CeBIT 2008, que começa nesta terça-feira (04/02) em Hannover, na Alemanha.

Duas semanas após a Toshiba confirmar que não desenvolveria mais o padrão HD DVD, dando a vitória no colo do rival Blu-ray, criado pela Sony, o mercado de tecnologia tem sua primeira chance de voltar suas atenções a novos focos de rivalidade.

Com a vitória, a Consumer Eletronic Show 2008, realizada no começo de janeiro em Las Vegas, foi a última feira do setor a ver um stand em que a Toshiba tentava incentivar a adoção do seu já combalido padrão de mídia de alta definição.

Neste quesito, a computação móvel merece atenção especial não apenas pelo recente investimento de fabricantes em equipamentos ultraportáteis, como também no anúncio feito pela Intel neste domingo (02/03) dando conta do lançamento da plataforma Atom Centrino, que terá chips menores e com melhor consumo de energia para notebooks.

Potencializado pelo lançamento do MacBook Air, o setor de ultraportáteis também foi incentivado pelo anúncio do ThinkPad X300, notebook que deverá brigar com o portátil fino da Apple, e deverá ver novos rivais entrando na batalha, como a Asus, que introduzirá uma versão do Eee PC com tela de 9 polegadas.

A plataforma Atom da Intel para desktops também deverá incentivar o mercado de micros de mesa, principalmente no que diz respeito a máquinas menores para usuários finais ou embarcadas em centros de mídia. Com potencia mínima de 1,8 GHz e 25 milímetros quadrados de tamanho, os chips Atom e Atom Centrino começam a chegar aos fabricantes neste primeiro semestre e também se destinam a outras aplicações, como automotivas, por exemplo.

Na parte ideológica, a CeBIT terá como principal discussão a redução do gasto de energia do mercado de tecnologia incentivado pela Climate Savers Computing Initiative, liderada por empresas como Dell, EDS, Google, HP, Intel, Lenovo e Microsoft.
++++
O assunto já esteve presente no keynote de abertura que o presidente da Microsoft, Steve Ballmer, conduziu nesta segunda-feira (03/03), admitindo que os clientes vêm pressionando a gigante de software por produtos com melhor gerenciamento de energia.

"Se você compara o consumo não remoto de energia no mundo, a indústria de tecnologia da informação é uma das quais o consumo mais cresce no planeta", afirmou Ballmer. "Acho que temos uma grande responsabilidade em reduzir o consumo pela indústria de TI".

A feira terá um espaço dedicado, chamado Green IT Village, para discussões sobre a questão. O grupo tem o objetivo de reduzir o consumo de energia dos PCs pela metade até 2010 em todo o mundo.

O objetivo seria alcançado primordialmente pelo uso de componentes mais eficientes e pelo aumento das funções de gerenciamento de energia dos produtos eletrônicos.

A Climate Savers Computing Initiative espera diminuir as emissões de CO2 globais de computadores em até 54 milhões de toneladas por ano, o equivalente à poluição de 11 milhões de carros ou Cebit08_selo_voltaraté 20 usinas termoelétricas.

A CeBIT 2008 acontece até o próximo domingo (09/02) no Hannover Exhibition Center.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail