Home > Dicas

Fotografe a dança das estrelas com sua câmera digital

Um tripé, paciência e talvez um programinha gratuito no PC são tudo o que você precisa para fazer belas imagens do movimento dos astros pelo céu. Veja como!

Dave Johnson, PCWorld EUA

15/09/2011 às 19h08

Foto:

Se você pudesse se deitar sob um céu sem nuvens e observá-lo durante várias horas, provavelmente iria notar que as estrelas giram ao redor de um eixo. E talvez você já tenha pensado que isso daria uma ótima foto. E dá mesmo: bastam alguns cuidados simples para conseguir fotografar o “rastro” que as estrelas deixam ao se mover pelo céu. Veja como.

A beleza das estrelas

Fotos mostrando o rastro das estrelas são inacreditavelmente belas. Elas conseguem capturar a essência do movimento em uma única imagem e nos dão uma idéia da imensidão da galáxia onde vivemos e da precisão matemática do universo.

O truque para esse tipo de foto é usar uma exposição longa o suficiente para capturar o movimento, que na verdade é resultado da rotação da Terra sobre seu próprio eixo. Você vai precisar de uma câmera digital que tenha alguma forma de controle manual sobre o obturador e abertura, então uma câmera doméstica mais sofisticada ou uma DSLR são as melhores opções.

Você também irá precisar de um tripé, e recomendo fortemente que você consiga alguma forma de disparar remotamente o obturador: se você tiver de tocar a câmera para fazer a foto corre o risco de movê-la, e mesmo o menor movimento pode arruinar a foto. O ideal é arranjar um obturador remoto ou um controle remoto sem fios para sua câmera. E já que você vai trabalhar no escuro, pegue também uma lanterna.

Depois de juntar todo o material, é hora de colocá-lo num carro e ir para a estrada, já que a poluição luminosa nas grandes cidades impedirá você de conseguir um bom resultado em seu próprio quintal. Vá para um sítio ou praia distante, quanto mais longe dos grandes centros, melhor. Observe o céu à medida em que se afasta, e você irá notar que mais e mais estrelas vão ficando visíveis.

Escolha a técnica

Há duas formas de fotografar o rastro das estrelas: uma uma única longa exposição, ou combinando várias exposições mais curtas e “empilhando” as fotos num PC.

Ambos os métodos tem seus prós e contras: empilhar as fotos requer software extra no PC, e se você esbarrar na câmera uma vez sequer durante a noite toda a série de fotos estará arruinada. Além disso, o método funciona melhor em noites sem nuvens, já que uma única nuvenzinha no meio de uma única foto pode prejudicar o resultado. Mas em minha opinião esta técnica ainda vale a pena já que a alternativa, uma única exposição longa, pode sofrer de excesso de ruído digital e “vazamento” de luz (que deixará a cena enevoada), tornando a imagem inútil.

Mas se você quer apenas praticar, uma única exposição é uma boa forma de começar. Monte o tripé, aponte a câmera para o céu, ajuste o ISO para o menor possível, para evitar ruído, ajuste o obturador para f/8 ou algo similar e exponha a cena por cerca de 15 minutos. O resultado deve ser algo parecido com a imagem abaixo.

rastro_estrelas_foto1-360px.jpg

Observe as linhas no canto superior direito da imagem

Se você gostar do que viu e a foto não tiver muito ruído, tente uma segunda exposição de 30 minutos. Desta vez o resultado deve ser algo similar a isto:

rastro_estrelas_foto2-360px.jpg

As estrelas parecem desenhar círculos no céu, como os sulcos em um disco de vinil

Empilhando as estrelas

Empilhar uma série de exposições mais curtas é uma técnica com maior potencial para produzir fotos impressionantes. Se quiser experimentar esta técnica, ajuste o ISO para um valor muito mais alto, como 400 ou até mesmo 800, e ajuste a abertura do obturador para o maior número possível, como f/4. Ajuste também a velocidade do obturador para 30 segundos.

Você precisará tirar uma série de fotos pelos próximos 30 a 90 minutos (ou até sua paciência para ficar de babá da câmera esgotar). Consulte o manual de sua câmera e veja se ela tem um recurso chamado “intervalômetro”, que permite programá-la para tirar uma sequência de fotos automaticamente em intervalos de tempo pré-determinados. Use-o, assim você não precisará ficar apertando o botão do obturador a noite toda. 

Depois de uma centena de fotos, copie-as para um PC e use um software como o StarStax ou o StarTrails para combiná-las. Ambos são gratuitos e fáceis de usar, com tutoriais explicando todo o processo. Depois é só apreciar e compartilhar os resultados. Boas fotos!

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail