Home > Dicas

Fotos panorâmicas: cinco dicas para obter um resultado melhor

A fotografia digital e o PC tornaram mais fácil obter composições panorâmicas; saiba como tirar proveito dessas tecnologias.

Dave Johnson, da PC World/EUA

05/11/2008 às 15h52

foto_panoramica_150.jpg
Foto:

foto_panoramica_150Os panoramas – imagens de grandes dimensões, em geral resultado da combinação de uma série de fotos em uma perspectiva maior ou mais larga do que é possível capturar em uma só fotografia – estão entre as vantagens mais interessantes da fotografia digital.

Antigamente, os fotógrafos precisavam de câmeras com filmes especiais para obter panoramas extra-largos – ou então forjava-se esse efeito colando as fotos umas às outras, deixando um monte de emendas feias nessa montagem.

Agora, usando programas como o Windows Live Photo Gallery, o Adobe Photoshop Elements, ou diversos outros softwares de edição de imagem, é fácil obter panoramas, e o resultado pode ficar literalmente sem remendos.

Talvez você já conheça algumas das regras básicas para obter boas panorâmicas, como se lembrar de sempre sobrepor cerca de 30% em cada foto e usar um tripé quando possível para manter o nível do horizonte inalterado em cada disparo.

Leia também:
> Flickr: novos recursos aumentam interatividade entre usuários
> Crie e edite vídeos no Movie Maker e publique-os no YouTube 
> Como escolher uma filmadora digital que sobreviva ao tempo
> Câmera digital da Casio registra até 40 imagens por segundo

1. Use um meio termo na exposição
Se você já capturou um panorama em um belo dia ensolarado, talvez você tenha visto uma variação entre claro e escuro, como na foto abaixo.

panoramica_01_350

Não é possível arrumar esse problema posteriormente com um software de edição; você precisa evitá-lo antes dos disparos. Para isso, você deve colocar o controle de abertura do diafragma da câmera em modo manual e mantê-lo sempre igual para cada foto que tirar para a panorâmica.

Mas e se você não sabe que nível de exposição usar? No modo automático, aponte sua câmera para os pontos mais claro e mais escuro do assunto e preste atenção nos graus de exposição que ela recomenda para cada um. Depois, quando você mudar a câmera para modo manual, regule a abertura em um meio termo entre os dois extremos indicados pela máquina.

2. Tire fotos na posição vertical
Quando você tira algumas fotos e depois as combina em uma panorâmica, a tendência é que se perca as extremidades superiores e inferiores da cena devido à maneira pela qual o programa de edição emenda as imagens.

Quanto mais largo seu panorama, mais você tende a perder essas extremidades. Uma forma simples de amenizar essa perda é tirar as fotos com sua câmera na posição vertical – o chamado modo retrato – em vez da orientação tradicional de paisagem.

Você vai precisar tirar mais fotos para cobrir a mesma visão da esquerda para a direita (ou no sentido contrário), evidentemente, mas cada uma das imagens será mais alta, permitindo que você obtenha mais céu e mais terra na imagem final após os cortes.

3. Não economize no número de fotos
Outra maneira de obter mais altura em suas fotos é tirar fotos em grade em vez de se concentrar apenas numa faixa, como é mais comum. Em outras palavras, dispare, digamos, quatro fotos lado a lado, depois volte e tire outras quatro, acima ou abaixo da primeira seqüência.

Agora você terá oito fotos para remendar, com mais detalhes tanto na horizontal quanto na vertical.

Falando nisso, você sabia que a maioria dos editores de imagem pode fazer uma colagem de um panorama vertical tão facilmente como um horizontal? Não se sinta limitado a montar panorâmicas tradicionais.

Tire inúmeras fotos, uma acima da outra para fotografar um arranha céu ou uma estátua. Experimentar, aliás, é a melhor forma de descobrir novas maneiras de se obter resultados inusitados.

4. Vá da esquerda para a direita
Você pode capturer um panorama em qualquer direção. Comece, por exemplo, pela extrema esquerda da paisagem a ser fotografada e faça os próximos cliques seguindo para à direita – ou então faça o inverso.

Contanto que a cada novo clique haja um mínimo de sobreposição entre as imagens, você pode usar o sentido que quiser.

Apesar disso, ao visualizar as imagens no organizador de fotos no PC, será mais fácil de enxergar a série como parte de um panorama se você as tiver tirado da esquerda para a direita. Por isso fica a dica: procure trabalhar nesse sintido de orientação.

Nós fomos um passo além. Colocamos tags em todas as nossas fotos com o termo “panorâmicas” e usamos o recurso ‘Stacking’ no Adobe Lightroom para agrupar cada
conjunto de fotos que formarão cada panorâmica (é possível fazer o mesmo com o Photoshop Elements). A imagem abaixo explica melhor essa função.

panoramica_02_350

5. Faça as colagens de graça
Por último, caso você não tenha um programa como o Photoshop Elements, que inclui uma ferramenta para remendar as fotos, não se preocupe. O gratuito Windows Live Photo Gallery que mencionamos anteriormente possui uma excelente funcionalidade para colagens de panorâmicas.

Na verdade, há até quem prefira a qualidade do Photo Gallery à do Photoshop Elements.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail