Home > Notícias

Fragmentação ameaça o Android, diz estudo

A rápida evolução gerou diversas versões, criando transtornos para desenvolvedores e operadoras.

IDG News Service

09/04/2010 às 9h07

Foto:

O rápido crescimento do sistema operacional móvel Android, do Google, pode colocar a plataforma em risco de fragmentação, segundo um estudo publicado esta semana.

Mais de seis milhões de celulares foram vendidos com o Android no último ano, e a previsão é de que mais de 20 milhões de unidades sejam vendidas em 2010, segundo a IMS Research. A rápida evolução do Android ,da versão 1.5 para a 2.1 ,resultou em quatro versões diferentes espalhadas pelos dispositivos.

A fragmentação pode ocorrer quando aplicativos escritos para uma versão do sistema não são compatívelis com outras versões, de acordo com a IMS. “Tipicamente, atualizações da plataforma são lançadas em um ritmo mais lento e a fragmentação é bem controlada”, afirmou o analista da IMS Chris Schreck.

Esse fenômeno é uma preocupação para os desenvolvedores, segundo a IMS. Diferenças entre as versões do sistema, modificar códigos para cada vertente e garantir que um usuário obtenha a versão apropriada de um aplicativo não são possibilidades práticas para muitos desenvolvedores.

Diferentes versões do Android limitam o potencial de uma aplicação no mercado, de acordo com a IMS. O problema da fragmentação vai além dos desenvolvedores e também atinge as operadoras de celulares e fabricantes. O custo para manter a plataforma é elevado com cada variação que precisa ser suportada.

Solução a caminho
A empresa já anunciou uma estratégia sólida para solucionar o problema de
fragmentação no Android. Para acabar com isso, o Google deve
enxugar a plataforma a partir da retirada de alguns recursos que seriam,
então, oferecidos por meio de downloads no Android Market.

Saiba mais sobre a solução na PC World.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail