Home > Notícias

“Frankenmac” pode custar até R$ 10 mil menos que um Mac original

Bom desempenho e custo de montagem de aproximadamente R$ 4.500 são as vantagens. Ponto negativo é a estética e a garantia.

Por Macworld/Londres

06/05/2008 às 19h05

clone_mac_150(1).jpg
Foto:

frank_mac150Para quem sempre sonhou em ter um Mac mas não conseguiu por causa do preço, a Psystar já vende clones dos computadores da maçã a preços mais em conta.

Nesta febre de um produto “à la Apple” o editor da Macworld.com, Jim Dalrymple, resolveu montar o próprio Mac, que recebeu o nome de “Frankenmac”.

Darlymple aplicou mil dólares na construção de seu Mac Frankenstein. Como esse montante é maior que o da Psystar, ele procurou montar uma máquina mais potente e a comparou com as maçãs originais.

Quando se constrói um PC é preciso calcular exatamente o seu interior. É necessário escolher placa mãe, processador, sistema de resfriamento, placa gráfica, discos rígidos, CD/DVD, memória, gabinete e sistema de energia.

O desafio é ainda maior quando um computador é montado para funcionar como um Mac, já que só alguns hardwares são compatíveis com o Mac OS X.

A máquina pensada por Darlymple usa a melhor placa de vídeo que se encaixou em seu orçamento, pois a idéia é construir uma máquina rápida e que roda também aplicações para Windows, logo ela terá de rodar também o Vista.

Os componentes selecionados foram uma placa mãe Asus P5K-E, processador  Intel Q6600 Core 2 Quad 2.4GHz, cooler  Zalman CPNS7700-Cu, RAM de 4GB DDR-2 800Mhz PC6400, placa gráfica MSI NX8800GT 512MB OC, gabinete Antec Sonata III 500, gravador de DVD/CD LG HL-DT-ST GSA-H62N, disco rígido Seagate 500GB SATA 2.

++++

frank_mac150O custo dessa máquina pode variar conforme os componentes, mais seu preço ficou em R$ 4.348,87. Nos Estados Unidos a mesma máquina saiu por 950 dólares.

Montar um computador, para quem nunca o fez a experiência é um tanto quanto interessante. Ligar todos os componentes e escutar aquele “beep” que indica a ligação correta, mostrando que seu monte de coisas não virou um monte de lixo é realmente gratificante.

Apesar de interessante, o hardware é a parte mais simples do processo. Como a idéia de Darlymple é montar um computador híbrido, que rode tanto o Vista como o Mac OS ele prosseguiu com a instalação do Windows. Isso é prático para conferir rapidamente se todos os componentes funcionam corretamente.

A instalação do OS X é mais complicada, envolvendo vários passos e configuração da BIOS. Após horas de leitura, montar, desmontar, instalar, desinstalar e ligações para amigos o sistema rodou sem problemas. O computador funciona tanto com o Windows Vista como com o Mac OS X 10.5.2.

Rodando um Frankenmac

A máquina apelidada de Frankenmac não se parece fisicamente com um Mac. Na verdade ela não é diferente de qualquer gabinete comum de PC.

++++

frank_mac150Se o gabinete for escondido e o sistema estiver rodando, qualquer um estaria convencido de que se trata de um Mac legítimo, mas com uma exceção: o About This Mac exibirá uma mensagem que informa que o sistema não é o de um Mac típico.

Todos os componentes, portas USB, FireWire e CD/DVD funcionaram corretamente. Uma diferença é que para despertar o Frankenmac do modo hibernar foi necessário apertar o botão de Power, esse problema pode estar relacionado pelo mouse e teclado utilizados não serem da Apple.

Desempenho

A Macworld realizou um teste com o Frankenmac e o comparou aos outros modelos oficiais da Apple. O Mac montado em casa obteve um desempenho excelente, ficando poucos pontos atrás do Mac Pro.

Confira abaixo o teste da Macworld (em inglês). O programa de benchmark utilizado para os testes foi o Speedmark 5.

Com os testes e a diferença de preços entre um Mac Pro (de 10 a 14 mil reais) e o Frankenmac (R$ 4.348,87) qualquer um ficaria tentado a investir na montagem.

++++

frank_mac150Mas nem tudo vale à pena. O Frankenmac pode apresentar problemas “estranhos”. Desligar o sistema é um desses problemas. O OS X é desativado corretamente, mas o computador continua com os coolers funcionando e o monitor ligado, é necessário desativar o gabinete pelo botão de energia.

Outro grande problema é a garantia. Você não terá uma garantia para o equipamento, mas para cada componente comprado e geralmente de três meses. Caso algum problema ocorra será necessário identificar as partes envolvidas e tentar negociar uma troca ou ajuste com o vendedor.

Há também uma boa chance de futuras atualizações do Mac OS X causarem problemas, além de violar os termos de licença de uso do sistema operacional.

Mas como numa máquina Apple a garantia cobre todo o sistema, além do fato de as partes serem construídas para funcionar em união o barato do Frankenmac pode sair caro. Sem contar o design dos produtos Apple, tanto a aparência externa como interna. Os componentes se encaixam perfeitamente, não há o tradicional emaranhado de fios.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail