Home > Notícias

Fujitsu compra 50% das ações da Siemens em joint venture

Companhia japonesa paga cerca de US$ 560 milhões por participação da Siemens e assume controle total na Fujitsu-Siemens Computers.

IDG News Service/Tóquio

04/11/2008 às 8h04

Foto:

Em um movimento que já havia sido antecipado, a Fujitsu anunciou nesta terça-feira (04/11) a aquisição das ações da Siemens na joint-venture que as duas empresas mantinham na Europa, a Fujtsu-Siemens Computers. Pelo acordo, a companhia japonesa vai pagar 567 milhões de dólares por 50% das ações da empresa.

O acordo deve ser concluído no dia 1º de abril, data a partir da qual a companhia passará a ser uma subsidiária da Fujitsu. Até lá, ela continua operando como joint-venture.

A Fujitsu-Siemens Computers foi criada em outubro de 1999 e tornou-se um dos maiores fabricantes de PCs da Europa. Hoje a companhia opera em 36 países e em seu último ano fiscal registrou faturamento de 6,6 bilhões de euros e lucro de 105 milhões de euros. Mas a área de computadores pessoais não está mais no foco da Siemens, hoje dedicada mais aos setores de energia, indústria e saúde.

O acordo sobre o qual a joint-venture funcionava venceria em outubro de 2009, dez anos após sua criação, mas no início deste ano a Siemens iniciou conversas com a Fujitsu com o objetivo de encerrar a parceria. Estas discussões culminaram com o acordo divulgado nesta terça-feira.

As perspectivas futuras da nova companhia não são claras. Os fabricantes de PCs operam hoje em um mercado altamente dinâmico, mas a Fujitsu tem se mantido entre os dois maiores fabricantes do mercado japonês nos últimos dez anos.

Na Europa, a previsão é que o mercado de PCs continue crescendo, devendo saltar de 61 milhões de máquinas vendidas este ano para 91 milhões em 2012. Por outro lado, novos concorrentes, especialmente companhias como a Asustek e seu EeePC, estão desestabilizando a atuação de fabricantes mais antigos, forçando-os a reduzir suas margens.

A compra do controle pela Fujtsu enfrentou forte oposição de Bernd Bischoff, que deixou o cargo de Chief Executive Officer (CEO) da companhia nesta terça-feira. Um comunicado oficial informou que ele deixou a empresa por motivos pessoais, o que pode ser um sinal de sua discordância. Kay Flore, atualmente Chief Financial Officer (CFO) da empresa, vai substituir Bischoff.

“A integração completa da Fujitsu-Siemens Computers ao grupo Fujitsu se encaixa perfeitamente em nossa estratégia global. Temos uma grande base de clientes na Europa, no Oriente Médio e na Ásia e uma estrutura de pesquisa e desenvolvimento que pode suportar o desenvolvimento de produtos globais”, comentou Kuniaki Nozoe, presidente da Fujitsu em comunicado enviado à imprensa.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail