Home > Notícias

Game de Toy Story 3 garante diversão para adultos e crianças

Com dois modos de jogo, game demorou mais de dois anos e meio para ser desenvolvido; lançamento nos EUA acontece em 15/6.

Andy Burt - GamePro / EUA

17/05/2010 às 18h18

Foto:

A Pixar não abre suas portas para o público com muita freqüência, por isso quando ela o faz, nós agarramos a chance de explorar os trabalhos internos do lendário estúdio de animação. Em nossa visita tivemos a chance de ver o game ainda não-lançado do filme (também inédito) “Toy Story 3”, e saímos de lá satisfeitos com o que o desenvolvedor Avalanche Studios preparou para o jogo.

Do que estamos falando:Toy Story 3: The Video Game”, o vindouro jogo de ação que deve agradar as crianças e será lançado apenas alguns dias antes do filme, que sai no Brasil e nos Estados Unidos em 18/6. O game foi desenvolvido pela Avalanche Software, empresa que trabalhou nas versões para videogame de outras duas animações da Disney: “Bolt – O Supercão” e “O Galinho Chicken Little”.

Onde nós vimos: O Disney Interactive Studios convidou alguns jornalistas para irem ao Pixar Studios em Emeryville, CA, nos Estados Unidos, para dar uma espiada no filme, e colocar as mãos no game. Além disso, realizamos algumas entrevistas, que você pode conferir abaixo.


O que você precisa saber: 

O jogo oferece dois modos de jogo: Story Mode e Toy Box. No primeiro, os jogadores vão jogar partes importantes do filme, incluindo uma emocionante cena de perseguição de trem logo no início, assim como passar um tempo explorando áreas do set maiores como o quarto de Andy e uma creche chamada Sunnyside Daycare.

gamesshutter_625.jpg

O modo Toy Box é praticamente o seu jogo inteiro. Os jogadores escolhem entre um punhado de ambientes diferentes para começar, como a área Wild West (Velho-Oeste) de Woody, cada uma habitada por dezenas de NPCs (personagens não jogáveis) que dão missões e objetivos para explorar. O objetivo principal neste modo é acumular moedas de ouro ao completar missões dos NPCs , que são usadas para comprar novos brinquedos para habitar as áreas.

215123-1f.jpg

Cena do game "Toy Story 3", para Xbox 360, que a exemplo dos filmes, deve agradar adultos e crianças.

Os brinquedos trazidos para o Toy Box não possuem apenas motivos estéticos; muitos são necessários para finalizar certas missões, ou explorar seu próprio conjunto de missões. Comprar o cavalo Bullseye de Woody, que é um brinquedo até que barato, torna acessível um grupo de "corridas contra o relógio", enquanto brinquedos mais caros como a Haunted House (Casa Mal Assombrada) liberam um bando de novas missões encontradas dentro da própria mansão assombrada.

A frequência de prêmios no modo Toy Box é muito alta e jogadores são constantemente premiados com ouro até pelas mais simples tarefas. Jogar algumas vacas em uma área sem cerca leva menos de um minuto, mas fazer isso dá aos jogadores uma quantia generosa. Construir uma prisão e colocar um grupo de “banditos” ilegais atrás das grades não é difícil, mas os habitantes da cidade irão te recompensar com ouro e oferecer mais missões. Esse sistema definitivamente é divertido para os mais jovens, afinal quem não gosta de ganhar toneladas de moedas de ouro? Além disso, ele fornece a oportunidade de popular rapidamente sua caixa de brinquedos (“toy box”), e assegurar que o jogador sempre tenha muitas missões nas quais embarcar.

Determinados brinquedos podem modificar outros. Um disponível durante a nossa demo era uma máquina que cuspia duas cores diferentes de gosma. Uma delas tornava as pessoas e os objetos maiores, enquanto a outra os tornava menores. Apesar de não termos visto uma utilidade inicial para essa brincadeira além do humor, um representante da Avalanche nos disse que determinadas missões vão exigir que as coisas sejam maiores ou menores do que são naturalmente. Além disso, andar por aí com um mini-Bullseye é diversão garantida, não importa qual seja sua idade.

Existe uma variedade de elementos do Toy Box que tornam a administração de missões uma tarefa menos intimidadora. Uma bússola no canto sempre te aponta a direção correta, enquanto cápsulas de ajuda encontradas por toda Toy Box vão lhe dar pistas sobre para onde ir em seguida. Adicionalmente, NPCs que te mandam completar uma missão vão lembrá-lo do que você deveria fazer se retornar até eles, e um conveniente diário de bordo mantém os jogadores atualizados sobre quais missões já foram ou não completadas. Todos esses elementos podem parecer desnecessários em um game aberto ao estilo GTA, mas essas coisas vão assegurar que os pequenos não fiquem perdidos ou confusos.

Fato sobre o ciclo de desenvolvimento:
O lançamento oficial do jogo está agendado para 15 de junho na América do Norte (ainda não foi divulgada data de lançamento para o Brasil), por isso estamos bem confiantes de que a versão que vimos era extremamente próxima ao produto final. Para ter uma melhor ideia sobre o game, clique aqui para ver o seu trailer no YouTube.

Minha opinião:
O jogo não tem receio sobre ser direcionado a uma audiência mais jovem, mas após algum tempo no modo “Story” e brincar com o viciante modo “Toy Box” a impressão que fica é de que mesmo jogadores não tão jovens podem gostar do game. E não atrapalha em nada o fato de que a Avalanche teve bastante tempo (mais de dois anos e meio) para adaptar e aperfeiçoar Toy Story 3, o que é uma vida inteira em comparação ao tempo de desenvolvimento concedido para a maioria dos games licenciados. O jogo definitivamente tem o “sentimento” de Toy Story, o que, na minha mente, é a melhor coisa que poderia ser dita sobre ele.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail