Home > Notícias

Games violentos podem diminuir estresse e depressão, diz pesquisa

No teste, universidade submeteu voluntários a um indutor de estresse e, depois, deu a 50% deles a chance de jogar 'Hitman' ou 'Call of Duty'.

GamePro/EUA

12/07/2010 às 17h10

Foto:

A Texas A&M International University, dos EUA, conduziu recentemente um estudo no qual grupos de voluntários foram submetidos a situações de estresse, e alguns deles foram convidados a jogar videogames após os testes. O resultado? No fim do dia, o grupo que jogou videogame demonstrou sinais menores de estresse e depressão.

Em uma conclusão que contraria muitos estudos recentes, a pesquisa conduzida pelo professor associado Christopher Ferguson apontou que os videogames violentos poderiam realmente combater sentimentos de raiva e depressão.

Como parte da metodologia, o pesquisador submeteu quatro grupos de etnia predominantemente hispânica a um indutor de estresse cientificamente comprovado chamado Paced Auditory Serial Addition Task.

05: Call of Duty 4

"Call of Duty" foi um dos games utilizados na pesquisa.

Depois de serem submetidos ao teste, dois grupos eram levados a jogar um game violento ("Hitman: Blood Money" ou "Call of Duty 2") e um jogou um game não violento ("Madden 2007"). Ao quarto grupo, foi dito que o videogame não poderia ser utilizado por causa de um defeito.

Apesar de Ferguson sugerir que os grupos que jogaram os games demonstraram menos hostilidade e depressão, o professor apresentou uma advertência em relação à conclusão: a de que, dada a singularidade dos grupos de controle, seria possível obter diferentes resultados com um conjunto de pessoas mais amplo e variado.

A pesquisa foi descrita no artigo "The Hitman Study", publicado no volume 15 da publicação "European Psychologist".

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail