Home > Notícias

Glaucoma pode ser monitorado por circuito elétrico em lente de contato

Circuito revela alterações na tensão quando as lentes sofrem pressão dos olhos, principal fator de risco da doença.

Redação do IDG Now!*

05/08/2008 às 10h18

Foto:

Atualmente, a única maneira de um paciente com glaucoma obter dados sobre sua doença é ir ao consultório médico. Lá, a clínica administra uma série de testes para medir o principal fator de risco do glaucoma, a pressão intra-ocular (IOP), e prescrever medicação adequada. Mas, como as visitas normalmente ocorrem duas ou três vezes ao ano, e não há um aparelho para fazer esse monitoramento em casa, pode haver alguns casos de agravamento de pressão entre as visitas.

Para reduzir este risco, cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram protótipos de lentes de contato com um sensor de pressão embutido, usando um moderno processo que insere um minúsculo circuito elétrico dentro do delicado material de polímero.

O desenvolvedor da lente, Tingrui Pan, professor assistente de Engenharia Biomédica disse que o design pode eventualmente ser modelado em lentes de contato descartáveis, permitindo ao paciente monitorar o glaucoma em casa, continuamente, 24 horas.

A equipe de Pan descobriu que a tensão dentro dos minúsculos circuitos muda um pouco quando o polímero é dobrado. Segundo o professor, como a pressão interna do olho aumenta, a forma das lentes de contato se distorce, provocando uma mudança de voltagem nos fios metálicos. Os pesquisadores publicaram as descobertas no jornal Advanced Functional Materials.

No entanto, ainda há vários obstáculos ao protótipo antes que seja colocado em prática nas lentes de contato. Na versão atual, o circuito feito de prata é opaco e, naturalmente, obstrui a visão. Pan diz que um circuito visível deverá ser usado em breve em testes na clínica. Ele também está à procura de materiais que possam ser feitos dentro de circuitos transparentes, porém a longo prazo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail