Home > Notícias

Gmail com vídeo: primeiras impressões

Instalação do plug-in é mais rápida no PC que no Mac, mas serviço funciona de modo parecido aos seus concorrentes Skype e Live Messenger.

Henrique Martin, editor-assistente da Macworld Brasil

12/11/2008 às 12h42

Foto:

O Gmail com vídeo chegou. Não é nada diferente do que já se viu com o Skype ou com o Microsoft Live Messenger: você tem uma webcam, inicia o chat por vídeo e pronto, já pode falar e ver a pessoa do outro lado do mundo - ou da sua baia no ambiente de trabalho.

>>>Baixe aqui o plug-in para Windows e Mac

Instalei o plug-in de vídeo tanto em um PC rodando Windows Vista quanto em um Mac com Leopard, ambos usando o navegador Firefox 3. No Windows, o site de download do Google instalou automaticamente o plug-in assim que eu cliquei no botão. Tudo que o software pediu foi para fechar o browser.

No Mac, o processo foi um pouco diferente: o Gmail baixou um pacote de instalação para meu desktop, abriu um disco removível (comum no Mac) e lá estava o instalador. Alguns instantes depois (novamente, só quando fechei o Firefox), o plug-in estava instalado.

O que mudou no meu Gmail? Quase nada: só um pequeno detalhe, que adiciona uma câmera ao lado dos meus contatos que já têm o recurso de vídeo habilitado (no momento, apenas dois). Liguei para um deles, o som foi perfeito em todos os momentos. Dá para notar um pequeno atraso no vídeo, mas quase imperceptível. Quanto melhor a câmera, melhor a imagem - e isso vale para a conexão banda larga também.

O Gmail com vídeo permite fazer um pop-out da janela e até ver o seu interlocutor em tela cheia (não faça isso, fica tudo estranho). Na sequência, um amigo me ligou para mostrar seu novo celular. Deu para ver bem o aparelho do outro lado da tela. E foi divertido. Desta vez, o vídeo falhou um pouco mais - provavelmente culpa da rede corporativa do nobre colega que não deveria ter permitido esse tipo de acesso.

Eu, particularmente, não uso webcam, mas também não tenho ninguém longe para falar por videochat. Se for o seu caso, o Gmail funciona bem. É estranho ter que acessar o chat pelo Gmail, mas dá para destacar a janela e deixá-la flutuando no desktop enquanto você faz outra coisa. Conte apenas com a compreensão dos seus colegas de trabalho que vão estranhar te ver falando com o computador.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail