Home > Notícias

Google assume que pagou US$ 1 bilhão a mais pelo YouTube

Presidente da empresa de buscas, Eric Schmidt, diz que oferta de US$ 1,65 bilhão pela companhia de vídeos foi para acelerar transação.

Redação do IDG Now!

06/10/2009 às 9h43

Foto:

A compra do YouTube pelo Google, em 2006, sempre foi alvo de críticas dos analistas, que afirmavam que o portal de buscas jamais conseguiria obter retorno do valor investido: 1,65 bilhão de dólares. E o presidente do Google, Eric Schmidt, assumiu que pagou 1 bilhão de dólares a mais do que o site de vídeos realmente valia.

Schmidt declarou sob juramento em maio deste ano que, na época da aquisição, informou ao conselho do Google que o YouTube valia algo em torno de 600 milhões ou 700 milhões de dólares, informou o site CNET nesta terça-feira (6/10), que teve acesso às gravações da audiência do processo de direitos autorais movido pela Viacom contra o Google e o YouTube.

Schmidt teria pedido ao conselho do Google para aprovar a oferta de 1 bilhão de dólares a mais que o site valia por alguns motivos. "Acreditamos que, com uma oferta desse valor, os possíveis competidores - Microsoft e Yahoo - iriam desistir de qualquer interesse pelo popular site de vídeos."

“Era uma companhia com pequena receita, mas que estava crescendo rapidamente em adoção de usuários, muito mais que o Google Vídeo”, declarou Schmidt. “Isso nos indicava que eles seriam vendidos. Acreditávamos que receberiam uma oferta competitiva - para concorrer com o Google - e certamente pagariam mais do que o YouTube valia. Logo, concluímos que 1,65 bilhão de dólares incluía um ‘prêmio’ para agir rapidamente e ter certeza de que participaríamos do sucesso do YouTube”, completou o executivo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail