Home > Notícias

Google Chrome poderá ganhar sistema nativo para bate-papo em voz e vídeo

Google quer transformar a tecnologia WebRTC, adquirida em 2010, em um padrão na web, e espera que seja adotada em navegadores concorrentes como Firefox e Opera.

Ian Paul, PCWorld EUA

22/06/2011 às 13h50

Foto:

O Google Chrome terá em breve recursos integrados para conversas em voz e vídeo, eliminando a necessidade de downloads e plugins de terceiros, de acordo com comentários em um fórum para desenvolvedores da Google. Com isso, desenvolvedores poderão criar aplicativos de comunicação em tempo real para o navegador, usando um conjunto de APIs em JavaScript, bem como HTML5.

O novo recurso será baseado no WebRTC, uma tecnologia de comunicação que a Google adquiriu em 2010 quando comprou a Global IP Solutions. A Google já havia anunciado que o WebRTC se tornaria um projeto Open Source apoiado também pela Mozilla e Opera. A empresa espera que o WebRTC seja adotado como um padrão na web, potencialmente o transformando em uma plataforma universal para comunicação em tempo real na web.

Henrik Andreasson, um engenheiro de software da Google baseado na suécia, foi o primeiro a mencionar os novos recursos em um breve post no fórum de desenvolvedores do Chromium. “Nosso objetivo é dar ao Chrome a capacidade de comunicação em tempo real (RTC)”, disse. “Quando isto estiver pronto, qualquer desenvolvedor web poderá criar aplicativos RTC... sem usar qualquer plugin, apenas componentes WebRTC”. O Chromium é a versão Open Source do Chrome, e o projeto usado pelo Google como “pista de provas” para novos recursos para seu navegador.

Embora o Chrome possa ser o primeiro navegador a implementar o novo recurso, a Mozilla Foundation e a Opera Software poderão também incluir o recurso em seus respectivos navegadores. Entretanto, a Opera ainda não anunciou nenhum plano sobre o assunto e o WebRTC não é mencionado no roadmap (documento que detalha a evolução futura de um produto) público do Firefox.

A Google ainda não disse se irá adotar a nova tecnologia no cliente Google Talk, mas esta é uma possibilidade. A gigante da busca utiliza um plugin que os usuários tem que baixar e instalar em seus navegadores antes de iniciar conversas de voz e vídeo no Gmail.

Ainda não está claro o quão bem a tecnologia baseada na web se sai quando comparada a serviços tradicionais no desktop como o Skype (recentemente adquirido pela Microsoft por US$ 8.5 bilhões) e ao FaceTime da Apple. Mas a possibilidade de conversas em voz e vídeo de forma nativa no navegador é interessante, especialmente se este recurso aparecer nos navegadores de dispositivos móveis, como smartphones Android.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail