Home > Notícias

Google demonstra recursos do Android 3.0 “Honeycomb”

Otimizado para tablets, sistema traz nova interface, melhor desempenho e capacidade de realizar videochamadas integrada

Rafael Rigues, da PC World Brasil

02/02/2011 às 17h38

Foto:

Em evento em sua sede em Mountain View, na Califórnia, a Google apresentou à imprensa mais alguns detalhes da versão 3.0 de seu sistema operacional Android. Batizada de "Honeycomb" (Favo de Mel), ela é a primeira especialmente projetada para uso em tablets.

Para os usuários a maior mudança é uma nova interface, que já havia sido mostrada durante a CES. Aplicativos poderão utilizar uma estrutura de painéis (chamados pelo Google de "fragmentos") para compor interfaces flexíveis, que poderão se adaptar automaticamente tanto à tela pequena de um smartphone quanto à tela de um tablet.

Um novo sistema de notificações alerta o usuário sobre eventos (como novas mensagens ou compromissos) e pode ser usado para controlar aplicativos como Media Players. Segundo a Google, aplicativos já existentes que tenham sido escritos seguindo à risca o guia de desenvolvimento para Android rodarão "sem problemas" em tablets com Honeycomb. Em uma demonstração no palco o jogo Fruit Ninja, escrito para smartphones, rodou perfeitamente em um tablet Motorola Xoom.

Mais ferramentas para os desenvolvedores

O Honeycomb trará uma série de mudanças para os desenvolvedores de aplicativos, como aceleração de hardware para gráficos 2D e 3D e um novo "framework" (conjunto de funções) para facilitar a criação de animações sofisticadas. Também traz melhor suporte a processadores dual-core, como o Nvidia Tegra 2 que será usado em um grande número de tablets (e smartphones) recentemente anunciados.

Aplicativos sob medida

Um tablet de nada adianta sem bons aplicativos, e a Google fez questão de dar uma palhinha do que estará à disposição quando os primeiros tablets com Honeycomb chegarem ao mercado. Entre os destaques estão o Google Body, um "Google Maps para o corpo humano" e jogos como Great Battles Medieval (com épicas batalhas entre exércitos medievais) e Monster Madness, um jogo originalmente lançado para o PlayStation 3 que, segundo o desenvolvedor, foi adaptado para Android com facilidade.

Também foram demonstrados um sistema de videochat usando o Google Talk e um aplicativo da CNN, que não só permite ao usuário ler notícias acompanhadas de textos e vídeos mas também gerar conteúdo, enviando notícias sobre o que acontece ao seu redor usando o sistema iReport.

E quando chega?

Infelizmente, e contrariando expectativas, a Google não anunciou a data de chegada ao mercado dos primeiros tablets com o sistema operacional Honeycomb. O mais perto foi um vago "nas próximas semanas", provavelmente durante o Mobile World Congress em Barcelona, Espanha, entre 14 e 17 de fevereiro.

Também não foi esclarecido se o Android 3.0 Honeycomb será exclusivo para tablets ou se haverá uma versão para smartphones. Recentemente surgiram rumores sobre uma versão 2.4 do sistema Android, codinome "Ice Cream Sandwich", sugerindo que haverá uma "divisão" do sistema entre duas categorias de dispositivos.

É uma decisão curiosa, já que a fragmentação é uma das principais críticas ao sistema da Google quando comparado ao quase homogêneo iOS da Apple. Atualmente é possível encontrar nas lojas aparelhos com Android 1.6, 2.0, 2.1, 2.2 e 2.3, cada versão com características e recursos próprios e nem sempre compatíveis entre si.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail