Home > Notícias

Google diz que compartilhar executivos com a Apple não é problema

Eric Schmidt, CEO do Google, confirma investigação da Federal Trade Commission sobre laços entre os conselhos da empresa e da Apple.

Redação do IDG Now!*

08/05/2009 às 9h45

Foto:

O Google confirmou que a Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos - Federal Trade Commission (FTC) - está investigando as implicações dos laços entre os conselhos da empresa e da Apple, informou o jornal The New York Times, na quinta-feira (07/05).

Em um encontro com jornalistas antes da reunião anual de acionistas do Google, o Chief Executive Officer (CEO) da empresa, Eric Schmidt disse que não considera um problema a participação de dois executivos - ele e Arthur D. Levinson, ex-CEO da Genentech - nos conselhos da Apple e do Google.

Schmidt afirmou que o Google não vê a Apple como seu principal concorrente e que não participa de discussões em eventuais áreas de concorrência entre as duas empresas, como assuntos ligados ao iPhone - tendo em vista que o Google oferece o sistema operacional Android para dispositivos móveis.

Schmidt disse que não pretende deixar o conselho da Apple por conta da investigação da FTC.

Kent Walker, conselheiro geral do Google, disse que a interação com o órgão regulador envolve "discussões" e acrescentou estar seguro de que o Google a Apple estão agindo de acordo com a lei. As regras antitruste norte-americanas proíbem a participação dos mesmos executivos em conselhos de empresas que concorrem em áreas cuja representatividade supera 2% de suas receitas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail