Home > Notícias

Google e seus aplicativos ficam fora do ar na China

Suspeita é de que governo teria bloqueado serviços internacionais do Google devido ao fraco sistema de filtragem de conteúdo impróprio

IDG News Service/China

24/06/2009 às 15h29

Foto:

Sites do Google se tornaram inacessíveis na China nesta quarta-feira (24/6), dias após o governo chinês ter criticado a companhia pelo fraco sistema de bloqueio de conteúdo impróprio, como pornografia, nos resultados de busca do seu site internacional. 

Ao que parece, sites de serviços como Google.com, Gmail e Google Docs foram bloqueados por volta das 9h30, horário local, quando reclamações de usuários começaram a aparecer no Twitter. Tentativas de visitar os sites retornavam com a mensagem “conexão interrompida”.

O HerdictWeb, iniciativa da Universidade de Harvard para rastrear bloqueios de serviços online pelo mundo, confirma que o buscador vem ficando inacessível por diversas vezes em servidores chineses ao longo do dia.

Na segunda-feira (22/6), o Google prometeu remover os resultados pornográficos de sua versão chinesa (google.cn) por meio de um sistema automatizado. No entanto, os resultados continuavam aparecendo nas buscas até a manhã desta quarta-feira.

Alguns usuários disseram que por volta das 11h o acesso ao Gmail e google.com havia voltado, enquanto outros ainda reportavam que os sites não carregavam. A versão chinesa do Google, que já havia estreado com bloqueio a resultados considerados impróprios, continuou funcionando normalmente.

O Google parece ter sido bloqueado por meio de interferência no sistema de nomes e domínios (DNS, da sigla em inglês). O DNS traduz URLs como google.com em um protocolo de internet (IP) correspondente para que o servidor do site possa ser acessado. O google.com poderia ser acessado na China ao visitar diretamente o endereço IP. Procurados pelo IDG News Service na China, o Google não comentou o assunto.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail