Home > Notícias

Google Me não será uma rede social, diz Eric Schmidt

Planejada para chegar nos próximos meses, plataforma será uma integradora dos vários serviços da companhia.

Redação do IDG Now!

15/09/2010 às 9h53

Foto:

Durante o Zeitgeist, evento promovido pelo Google para um
seleto grupo de 400 CEOs, Eric Schmidt , presidente da empresa, esfriou os ânimos de quem especulava
sobre uma suposta rede social da marca. O suposto Google ME não será uma rede
social, assim como conhecemos, mas deverá agir como um hub entre todos os
serviços que já existem da companhia.

“O que estamos fazendo é adicionar elementos de redes
sociais aos produtos que já temos”, declarou o CEO. Schmidt ressalta ainda, que faz todo
sentido as pessoas com quem você se relaciona saberem mais sobre você e seu
círculo de amigos. “Assim podemos providenciar cada vez mais informações
relevantes o que melhoraria, inclusive, a qualidade dos resultados em buscas na web”. O executivo informa que quem espera por grandes revoluções no Google nas
próximas semana está enganado.
 

Existem diversas especulações sobre que elementos seriam esses. O The
Wall Street Journal  acredita que o YouTube pode ser um
dos canais
a contar  com características de rede social. Seria
possível, por
exemplo, ver quantos de seus “amigos” assistiram a determinado conteúdo
postado.
Mas, para tal, é necessário, primeiro, reunir os seus contatos em um
banco de
dados integrado.

Outros canais do Google, como Maps e o iGoogle
(interface personalizada da página do buscador), sem falar no Gmail e o Gtalk têm nuances de social media.

De olho no banco de dados de usuários do Facebook, o Schmidt diz ainda
que a melhor coisa seria o Facebook dar acesso às informações que tem dos membros
de sua rede social. “Mesmo que não o façam, existem outras maneiras de chegar a estes dados”, diz..

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail