Home > Notícias

Google nega que tenha copiado Java ‘linha por linha’ para uso no Android

Em declaração entregue à Justiça, empresa responde a acusação feita pela Oracle no processo que avalia violação de patentes do Java.

11/11/2010 às 15h48

Foto:

A Google negou a alegação da Oracle de que tenha copiado explicitamente
linhas de código
do Java original para montar seu sistema operacional móvel
Android, conforme apontam documento entregue na quarta-feira
(10/11) à Justiça dos Estados Unidos.

A Oracle processou a Google em agosto sob a acusação de
violações de propriedade intelectual no Android. Em 27 de outubro, a Oracle
atualizou o processo com mais documentos, com a intenção de mostrar uma cópia
de código “linha a linha” que teria sido feita pela Google.

Na resposta, a Google “nega que tenha infringido ou que seja
responsável por qualquer violação de qualquer direito válido e protegido por
lei que a Oracle detenha”. A empresa também nega que um dos documentos da
Oracle “contenha uma cópia verdadeira e correta de um arquivo de classe do Java
do Android ou da ‘Oracle America’”.

Uma porta-voz da Oracle recusou-se a comentar o assunto.

A Oracle tenta obter uma ordem judicial que obrigue a Google
a parar de infringir suas patentes e exige indenização no valor de três vezes o
prejuízo causado pela violação.  A Google
tem dito que o processo, além de infundado, também vai contra o software de
código aberto em geral.

Enquanto isso, o caso poderá ir a julgamento em outubro de
2011, segundo outro documento entregue na quarta-feira.

O julgamento poderá começar em 31 de outubro de 2011, de
acordo com a agenda preliminar proposta pelo juiz William Alsup. Essa agenda
será negociada em uma audiência prevista para ocorrer no próximo dia 18 de
novembro.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail