Home > Notícias

Google Reader não terá mais suporte para IE6

Empresa anunciou que deixará de trabalhar códigos para o velho navegador da Microsoft a partir de 1.º de junho; outros browsers também serão descartados.

Computerworld/EUA

28/05/2010 às 16h01

Foto:

A Google expandiu sua campanha anti-Internet Explorer 6 para mais um de seus serviços. Na quinta-feira (27/5), a empresa anunciou que vai interromper o suporte do Google Reader para o navegador, que já tem nove anos de existência. A medida começará a valor em 1.º de junho.

O Google Reader é um serviço de RSS (Really Simple Syndication) que publica atualizações de páginas, ou "feeds", segundo os padrões RSS ou Atom.

A partir de 1.º de junho, os usuários do Google Reader que ainda utilizam velhos navegadores - incluindo IE6, Firefox 1 e 2, Safari 2 e 3, e Chrome 1, 2 e 3 - receberão notificações que avisarão sobre a necessidade de atualização para uma versão mais nova.

"O Reader é uma aplicação web de ponta, e essa medida nos ajudará a dedicar mais tempo melhorando o serviço em vez de resolver problemas com navegadores antiquados", escreveu Mihai Parparita, um engenheiro da equipe do Reader, em mensagem no blog do grupo, na segunda-feira (24/5).

Consequências
Em outro site da Google, a gigante de buscas descreveu o que a mudança significa para os usuários que ainda usam IE6 e outros navegadores desatualizados.

"Novos recursos podem não estar disponíveis para seu navegador, e alguns deles podem até parar de funcionar", afirmou a empresa. "O Google Reader é oferecido 'tal como está' para navegadores antigos, e a Google não será capaz de responder a qualquer pedido de recurso ou correção dos muitos bugs desses navegadores."

++++

O IE6 é o mais velho da lista de navegadores prestes a serem deixados de lado, mas algumas das versões são relativamente novas. A Google liberou o Chrome 3 em setembro de 2009, por exemplo, e só a substituiu pelo Chrome 4 em janeiro de 2010. A Mozilla trocou o Firefox 2 pelo Firefox 3 em junho de 2008.

Em 1.º de março, a Google eliminou o IE6 da lista de navegadores suportados pela suíte de aplicativos Google Docs; mais tarde, anunciou que faria o mesmo para o serviço de e-mail online Gmail ainda este ano.

Funeral
O IE6 tem sido descartado pelos principais sites e serviços da web. YouTube, Facebook e Digg já anunciaram que não vão mais oferecer suporte ao IE6. Em março, uma empresa de design dos EUA organizou um funeral para o navegador; a Microsoft enviou um arranjo de flores e um cartão onde se lia "obrigado pelos bons tempos".

A Microsoft tem solicitado aos usuários que abandonem o IE6 por quase um ano. Na Austrália, por exemplo, uma campanha publicitária lançada em maio diz que o navegador já ultrapassou sua data de validade.

A Microsoft vai dar suporte ao IE6 no Windows XP Service Pack 3 (SP3) até abril de 2014, mas tem incentivado os usuários a migrarem para o IE8 o mais rápido possível.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail