Home > Notícias

Governo britânico quer banir novo “Medal of Honor”

Secretário de defesa pediu que os lojistas do país boicotem o jogo que permite aos usuários assumirem controle da milícia Talibã.

IDG News Service / EUA

24/08/2010 às 15h30

Foto:

O secretário de defesa do Reino Unido, Liam Fox, está pedindo que os vendedores de videogame do país boicotem o próximo título da franquia “Medal of Honor” para “demonstrar seu apoio às forças armadas”.

O jogo, que deve ser lançado no Reino Unido em outubro deste ano, dará a chance de os jogadores lutarem ao lado da milícia do Talibã.

“Nas mãos do Talibã, crianças perderam pais e esposas perderam maridos. É chocante que alguém pensaria que é aceitável recriar os atos do Talibã contra os soldados ingleses”, afirmou Fox.

“Estou ofendido e bravo. É difícil imaginar que qualquer cidadão do nosso país gostaria de comprar um jogo anti-britânico. Eu gostaria de pedir aos vendedores (de videogames) que mostrem seu suporte às nossas forças armadas e boicotem esse produto insípido.”

medal1.jpg

Direito ou censura? Governo britânico quer banir venda de novo "Medal of Honor" do país.

No entanto, a produtora da série de games, a Electronic Arts, disse que o novo título dará aos jogadores “a oportunidade de jogar dos dois lados” e que não existem tropas inglesas no jogo.

“Ninguém que joga videogames vai ficar chocado ou surpreso com isso. A maioria de nós tem feito isso desde pequenos: alguém brinca de ser o policial, enquanto o outro tem de ser o bandido.”

gamesshutter_625.jpg

O novo "Medal of Honor" tem previsão de lançamento nos Estados Unidos em 12 de outubro deste ano, chegando aos consoles Xbox 360, PS3 e PC.

E você, o que achou do pedido de banimento do jogo? Nos diga nos comentários abaixo.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail