Home > Notícias

Governo concede benefícios fiscais a Ultrabooks fabricados no Brasil

No entanto, medida só deve valer a partir de 2013. Intel afirmou que 11 empresas irão oferecer os aparelhos no país

Cauê Fabiano

29/05/2012 às 19h06

Foto:

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) emitiu um comunicado afirmando que os ulltrabooks (notebooks ultrafinos apresentados pela Intel)  fabricados no Brasil terão incentivos fiscais a partir de janeiro do ano que vem.

Leia também
Saiba mais sobre os Ultrabooks

De acordo com o texto, o pedido foi feito pelas próprias companhias instaladas no Brasil, fazendo com que o governo federal mudasse o Processo Produtivo Básico (PPB) de notebooks e netbooks feitos na Zona Franca de Manaus e em outras regiões, para que a legislação pudesse inserir os ultrabooks na conhecida Lei da Informática – conjunto de incentivos à indústria de bens de informática.

Sendo assim, haverá incentivos fiscais para a produção desses notebooks ultrafinos, fazendo com que cheguem ao consumidor final com preços reduzidos. Contudo, como a memória SSD (Drive de Estado Sólido) ainda não é fabricada no Brasil, o documento aponta que os fabricantes poderão importar o produto até o fim deste ano, fazendo com que a medida concedida comece a valer apenas a partir de 1º de janeiro de 2013, quando o governo espera que o SSD e iSSD já estejam sendo fabricados por aqui. 

Este mês, a Intel anunciou o lançamento de mais de vinte modelos de Ultrabooks no Brasil, fabricados por mais de 11 empresas. A multinacional afirmou também que Dell, HP, LG, Megaware, Positivo, Samsung, STi (Semp Toshiba informática) e CCE serão as primeiras a oferecer os equipamentos fabricados em território nacional 

Por enquanto, apenas Dell, HP, Samsung, Asus e Acer possuem Ultrabooks à venda no mercado brasileiro, porém, os Ultrabooks da CCE Info, LG, Megaware, Positivo, STI e Sony estarão disponíveis nas lojas até o fim do primeiro semestre. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail