Home > Notícias

Governo da China faz alerta a parceiros comerciais do Google

País já recomendou a algumas empresas para que continuem a cumprir as leis de censura independentemente da posição adotada pelo portal.

Redação do IDG Now!*

15/03/2010 às 9h50

Foto:

As autoridades chinesas alertaram os principais parceiros comerciais do buscador Google no país para que continuem a cumprir as leis de censura independentemente da posição empregada pela companhia norte-americana, informou o jornal The New York Times no último domingo (14/3).

De acordo com a reportagem, o governo asiático já informou na sexta-feira (12/3) alguns dos maiores parceiros do Google para que preparem planos de backup caso o buscador deixe de censurar o resultado das pesquisas em seu sistema.

O impasse entre o governo do país e a empresa norte-americana já dura dois meses. O Google acusa a China de restringir os resultados de busca do site, além de insinuar que o país é responsável pelos ataques virtuais contra a empresa ocorridos no inicio do ano.

Nesta segunda-feira (15/3), o Google afirmou que continuará as negociações na China sobre a questão da censura. Mas  o impasse parece longe de um desfecho positivo para a operação da companhia de buscas em território chinês. 

O impasse
A polêmica na China aumentou em janeiro, quando o Google afirmou ter sido atacado por crackers chineses, o que causou
perdas de propriedade intelectual, além de ter sido alvo de invasão de
contas no Gmail. A companhia de buscas citou o episódio como um dos
motivos para  ignorar a censura no país, que controla resultados de
pesquisas feitas no mecanismo Google.cn.

 Na ocasião, a empresa de internet não culpou o governo chinês pelos ataques, mas a secretária de estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, pediu para a China investigar o caso.

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail